14 DE ABRIL DE 2024
Fechar [x]

MATHEUS MADEIRA

03/04/2024 06:00

Um “prefeito tiktok” custa caro demais

Nas últimas semanas, dois prefeitos viraram notícia em Santa Catarina por colocar o personagem de “tiktoker” à frente das obrigações de seus cargos. Clésio Salvaro, de Criciúma, ameaçou cortar a energia elétrica de um show musical se as músicas não fossem de seu agrado. José Thomé, de Rio do Sul, proibiu uma mostra audiovisual com temática LGBT alegando ser um homem religioso. Os dois sabem perfeitamente que não têm poder para agir assim. E mais: são filiados ao PSD e devem enfrentar o PL na eleição municipal deste ano. Precisam provar para uma parcela do eleitorado que são mais de direita que a extrema-direita. Em Criciúma, a etapa do circuito nacional de skate está comprometida e o prefeito, que fez a bobagem, resolveu demitir o presidente da Fundação de Esporte; em Rio do Sul, é provável que a prefeitura responda a um processo por homofobia. Quem paga o preço é a população.

Luciane e Republicanos

Já circula como certa a informação de que a vereadora Luciane Tokarski não concorrerá à reeleição. Por esta razão não está descartada a possibilidade de permanecer filiada ao Republicanos, que não terá chapa proporcional.

Guidi e PSD 

O PSD lançou uma nota pública propondo ao deputado federal Ricardo Guidi um processo de escolha do candidato a prefeito de Criciúma, supostamente dando a ele igualdade de condições de concorrer com Arleu da Silveira, o nome indicado por Clésio Salvaro. São basicamente dois critérios propostos: intenção de voto em uma pesquisa a ser realizada em julho e capacidade de formar alianças.

É uma cilada 

Guidi pode até vencer Arleu na pesquisa, mas dificilmente vai conseguir construir um arco de alianças maior que o de seu oponente interno, que tem o apoio mais que declarado do prefeito atual. Aceitar o encaminhamento, portanto, seria desistir de ser candidato e deixar a briga.

Tudo ou nada

Não aceitar o texto, porém, é partir para o tudo ou nada. Diante da oferta, fica difícil sustentar que Ricardo Guidi foi perseguido pelo partido. A perda do mandato por infidelidade partidária, portanto, torna-se mais que provável se ele for para o PL mesmo. 

Encontro 

O PSD realizará um encontro estadual em Tubarão no sábado (6), último dia do prazo de filiações. É aguardado o anúncio de alguns reforços para a chapa proporcional de Tubarão, além de lideranças estaduais como Júlio Garcia, Clésio Salvaro e João Rodrigues.

  • 1 / 1
Diário do Sul
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade. FECHAR