16 DE JULHO DE 2024
Fechar [x]

JOSÉ WARMUTH

21/06/2024 06:00

ARTIMANHAS II

Uma vez mais, contamos algumas espertezas cometidas por clientes de médicos:

Luiz e Luiza eram funcionários de uma empresa ferroviária.

Ambos estavam namorando e trabalhavam no escritório da grande oficina de manutenção de locomotivas a vapor.

Foi quando Luiza foi transferida para os escritórios centrais da ferrovia, em outro endereço, o que deixou Luiz muito triste e meditabundo.

Ele, então, apareceu no nosso consultório, com uma mancha vermelha no dorso da mão esquerda, alegando que aquilo era uma alergia causada pela fumaça das locomotivas.

Na real, ele queria mesmo era ser transferido para o escritório central, para conviver com a sua amada.

Disse-lhe que aquilo nada tinha a ver com a fumaça, receitei-lhe uma pomada e mandei que voltasse dentro de uma semana. No dia aprazado, a porta da sala de espera estava entreaberta e, pela fresta, eu pude ver o Luiz esfregando freneticamente, com um dedo, o dorso da sua mão esquerda, para assim produzir a sua misteriosa alergia.

Úlceras do estômago são raras hoje em dia, eis que hoje temos drogas que funcionam como bisturi farmacológico.

Mas no tempo em que elas eram um problema e que o único recurso para diagnosticá-las era raio-X, mineiros de Criciúma descobriram que engolindo borra de café, ela produzia ao raio-X uma imagem que se assemelhava, direitinho, com um nicho ulceroso e lançavam mão do recurso para obterem licenciamento pela Previdência Social.
 

Diário do Sul
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade. FECHAR