22 DE JUNHO DE 2024
Fechar [x]

MAURO PAES CORRÊA

02/05/2024 06:00

Não subestimem os chineses

Se lembrarmos que a maior parte da população vive na porção oriental do planeta, é natural observar que parte substancial de público para os diversos mercados vive no outro lado do planeta. Em especial, a China, que no mercado automobilístico vem conquistando a atenção das tradicionais montadoras de automóveis.

Nessa linha de pensamento, age o espírito empreendedor de Elon Musk, que viu as ações de sua empresa oscilarem como uma grande montanha-russa. Primeiro, com a menção para os mercados de que os lucros da Tesla, sua fábrica de automóveis elétricos, terá um lucro menor neste ano fiscal. A segunda ação foi uma conversação intensa com os chineses para trazer as benesses de seus automóveis e a tecnologia para o povo chinês. A reação do mercado fez as ações valorizarem 20%.

Se Musk, um visionário que não vê bandeiras quando se trata de dinheiro, não subestima os chineses; o nosso mercado nacional, em especial o de desenvolvimento de soluções, precisa abraçar o continente asiático de vez. 

Várias soluções aqui adotadas no Brasil são similares às da China. Temos solução de pagamento instantânea, integração com diversos serviços de governo on-line, mas há muito o que melhorar. Os softwares de gestão de diversos negócios construídos no Brasil são muito bons e a barreira de abertura de mercado esbarra somente em duas situações: a língua e o conhecimento das leis asiáticas. Em relação ao idioma, o próprio governo chinês possui plataformas on-line de estudo gratuito, pois o objetivo é disseminar a língua. Para as leis e tudo o mais, é necessário uma boa parceria com chineses e brasileiros. Ou seja, o mercado está pronto para receber nossos bons softwares. Falta um aventureiro, como Musk, para desbravar novos mercados.
 

Diário do Sul
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade. FECHAR