22 DE JUNHO DE 2024
Fechar [x]

DEKA MAY

17/05/2024 06:00

Viver o momento

Talvez esta pergunta pareça um pouco estranha, mas você costuma viver o momento presente ou ficar preso dentro da sua mente? Parece que, entre o passado e o futuro, acabamos perdendo o mais importante: o aqui e agora. A maioria de nós vive no modo piloto automático, entre o ontem e o amanhã, entre o que está pendente e o que devemos fazer mais adiante. O livro “O Poder do Agora” oferece uma nova perspectiva sobre como experimentamos a vida. O autor argumenta que apenas o presente é real, e é nele que devemos nos concentrar para encontrar a paz interior e a felicidade verdadeira.

Viver o momento 2

Algumas práticas podem ajudar bastante e consequentemente melhorar nossa qualidade de vida, tais como exercícios de meditação, prática da gratidão, concentrar-se nas atividades que estão sendo realizadas no momento presente e desligar-se das distrações, como por exemplo desconectar-se de dispositivos eletrônicos e mídias sociais por um tempo.

A Revolução dos Bichos

A Revolução dos Bichos é um romance que foi escrito em 1945 por George Orwell. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Verdadeiro clássico moderno, aborda temas como as fraquezas humanas, o poder, a revolução, o totalitarismo, a manipulação política etc. Escrita no final da Segunda Guerra Mundial, o romance faz uma releitura sobre as figuras históricas. A ideia de utilizar os bichos como atuantes da cena política traz à tona a questão de animalização dos homens. Mais atual impossível.
 

Foto: Felipe Cascaes /DS

Pra comemorar
A felicidade está no ar para Yasmin de Souza Rodrigues, no ensaio fotográfico em comemoração aos seus 15 anos.

O bem e o mal

Reza a lenda que um velho índio norte-americano descreveu seus conflitos internos da seguinte maneira: “Dentro de mim há dois cachorros. Um deles é cruel e mau, o outro é muito bom. E eles estão sempre brigando. Quando lhe perguntaram qual cachorro ganhava a briga, o ancião parou, refletiu e respondeu: “Aquele que eu alimento mais frequentemente”.

O bem e o mal 2

Ou seja, algumas vezes esquecemos a história pessoal que há por trás de cada um de nós, as circunstâncias pelas quais estamos passando ou tudo que já vivemos. E não apenas isso, mas na maioria dos casos nos colocamos como um exemplo de comportamento correto ou até mesmo como donos da verdade. 
 

Foto: Felipe Cascaes /DS

Descontraída

E é com esse lindo sorriso que Gabrielly da Rosa Teixeira vem deixar a coluna ainda mais colorida.

A fábula

Eis que ao se encontrarem, a mentira disse à verdade: “Vamos tomar banho juntas, a água do poço é muito boa. A Verdade, ainda desconfiada, testou a água e descobriu que estava muito boa. Então elas despiram-se e tomaram banho. De repente, a Mentira saiu da água e fugiu, vestindo as roupas da Verdade. A Verdade, furiosa, saiu do poço para recuperar as suas roupas. Mas o mundo, ao ver a verdade nua, desviou o olhar, com raiva e desprezo. A pobre verdade voltou ao poço e desapareceu para sempre, escondendo a sua vergonha. Desde então, a mentira corre pelo mundo, vestida de verdade e a sociedade fica muito feliz, porque o mundo não quer conhecer a Verdade nua.”


“Tudo pode ser tomado do homem, exceto uma coisa: a última das liberdades humanas - a escolha da atitude pessoal, diante de um conjunto de circunstâncias, para decidir seu próprio caminho”.

Diário do Sul
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade. FECHAR