MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

12/07/2019, 06:00

Da China direto para a Cidade Azul


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Eles atravessaram o mundo e, da China, vieram parar em Tubarão em busca de oportunidades econômicas melhores. O casal Shen, 35 anos, e Lúcia (nome já traduzido para o português), 30, se conheceu e casou em Xangai, mas há quatro anos deixou a terra natal e toda a família para viver em uma realidade completamente diferente.

Tímido, porém com a simpatia singela dos asiáticos, o casal se estabeleceu há três anos na Cidade Azul, onde abriu uma loja no Centro, e teve a primeira e única filha do casal, Annya, com dez meses.
Shen conta que a primeira parada foi em São Paulo, e, há três anos, foi para Xangai buscar a esposa. Então, se mudaram para Tubarão, que escolheram por conta das características da cidade que procuravam para viver e formar sua família.

O comerciante diz que pesquisou na internet municípios com aproximadamente 100 mil habitantes, ou seja, que tivesse características tanto de uma cidade grande, com estrutura  para estabelecer seu negócio, mas ao mesmo tempo tranquila, com povo acolhedor e com infraestrutura para que pudesse formar sua família. “Encontramos todas estas características em Tubarão e acertamos na escolha. Tubarão é uma bom lugar para se viver”, afirma.

“O que nos chamou muito a atenção foi o excelente atendimento na área da saúde, tanto no hospital quanto na policlínica. Fomos sempre muito bem atendidos, principalmente desde que nasceu nossa filha. É espetacular”, comemora Shen.

O casal diz que o que mais sentiu diferença foi mesmo a questão cultural e, em São Paulo, principalmente, a questão de segurança. “Na China é tudo muito seguro. Podemos andar pela cidade tranquilamente a qualquer hora do dia, sem perigos. Em São Paulo, já não era possível mais sair depois das 17h. Mas aqui em Tubarão ainda consideramos tranquilo, a cidade é boa, tem segurança. A questão cultural, diferenças mesmo de costumes, é que chama mais a atenção. Mas nos adaptamos bem”.

Quanto ao ramo que escolheram para trabalhar, Shen disse que no começo, com a abertura da loja, o Bazar da China, o movimento foi mais intenso, mas agora, até por conta de toda a questão econômica do país, diminuiu um pouco. Mas está bom”, avalia, dizendo que pretende se estabelecer financeiramente para, no futuro, voltar para a terra natal. “Todos sempre querem estar perto da família”, revela.



Veja tudo sobre: china, comércio
 


OUTRAS NOTÍCIAS



SEGURANÇA

Incêndio em depósito de carnes deixa prejuízo de R$ 400 mil

12/07/2019, 06:00

GERAL

Ligações clandestinas serão investigadas

12/07/2019, 06:00

SEGURANÇA

Mulher é presa ao tentar entrar com droga em presídio de Tubarão

12/07/2019, 06:00

DIVERSÃO

Imbitubense em busca do título de musa

12/07/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL