MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

19/06/2019, 06:00

Católicos celebram Corpus Christi nesta quinta-feira


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Nesta quinta-feira, a Igreja Católica comemora em todo o mundo o dia de Corpus Christi. O nome vem do latim e significa “corpo de Cristo”. Tem como objetivo celebrar o mistério da Eucaristia, ou seja, o sacramento do corpo e do sangue de Cristo.

De acordo com o padre Rafael Uliano, de Tubarão, é um dia em que os fiéis tradicionalmente confeccionam os tapetes feitos de flores, serragem e outros materiais, pelas ruas onde passará o Santíssimo Sacramento.

Na Diocese de Tubarão, das 28 paróquias, até o fechamento desta edição, duas não celebrarão missa solene e nem farão procissão, para evitar aglomerado de pessoas. “A decisão é em decorrência do caso de meningite na cidade de Imbituba. Em comunicado oficial, os párocos Pedro de Oliveira (Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus – Nova Brasília) e Sérgio Gomes (Paróquia Imaculada Conceição – Centro de Imbituba) informam que a igreja matriz de cada paróquia ficará aberta para adoração ao Santíssimo Sacramento, das 9h às 11h. Nas outras 26 paróquias da Diocese deve haver, normalmente, a confecção dos tapetes, a missa e procissão”, pontua o padre.

A festa de Corpus Christi é feita na quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade. Também em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição deste sacramento. A procissão pelas vias públicas atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico, que determina ao bispo diocesano que a providencie onde for possível, como forma de “testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia”.

Em Tubarão, estão previstas missas e procissões. No bairro de Oficinas será a partir das 14h; no Monte Castelo, às 14h30; na Catedral, Humaitá, Passagem e Morrotes, às 15h.

 

A origem da data

A celebração teve origem em 1243, em Liège, na Bélgica, quando a freira Juliana de Cornion teria tido visões de Cristo demonstrando-lhe desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque. Em 1264, o papa Urbano IV, através da Bula Papal “Trasnsiturus de hoc mundo“, estendeu a festa para toda a igreja, pedindo a São Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos que, até hoje, são usados durante a celebração. A procissão com a hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274. Foi na época barroca, contudo, que ela se tornou um grande cortejo de ação de graças. No Brasil, a festa passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da igreja de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. Já a tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais. A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da Terra Prometida.



Veja tudo sobre: religião, corpus christi
 


OUTRAS NOTÍCIAS



ESPORTES

Lesão tira atleta da disputa do Pan

19/06/2019, 06:00

ESPORTES

Judoca de TB é convocada para Seleção Catarinense

19/06/2019, 06:00

GERAL

CEI ganha novas estruturas e beneficia comunidade

19/06/2019, 06:00

GERAL

Deputada destina R$ 1,4 mi à região

19/06/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL