MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

22/05/2019, 06:00

Laguna é alvo em operação sobre moedas virtuais


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 

Uma operação que investiga uma instituição financeira ilegal de criptomoedas cumpriu mandado de busca e apreensão, em Laguna, na manhã de ontem.  A ação, realizada pela Polícia e Receita Federal, aconteceu também em Florianópolis, São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Além dos mandados, foram emitidas ordens judiciais de bloqueio de ativos financeiros de pessoas físicas e jurídicas, imóveis e apreensão de veículos de luxo. A ação, intitulada operação Egypto, investiga a atuação da instituição financeira sem a autorização do Banco Central.

De acordo com a Polícia Federal, o inquérito policial foi instaurado em janeiro de 2019, para apurar a atuação de uma empresa com sede em Novo Hamburgo. Ela estaria captando recursos de terceiros, sem a autorização dos órgãos competentes, para investimento no mercado de criptomoedas. A empresa assumia o compromisso de retorno de 15%, ao menos, no primeiro mês de aplicação.

Conforme levantamentos da Receita Federal, uma das contas da empresa teria recebido créditos de mais de R$ 700 milhões entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019. Os sócios da instituição financeira clandestina apresentaram evolução patrimonial de grande vulto, que, em alguns casos, passou de menos de R$ 100 mil para dezenas de milhões de reais em cerca de um ano.

Além dos crimes de operação de instituição financeira sem autorização legal, gestão fraudulenta, apropriação indébita financeira, lavagem de dinheiro e organização criminosa, o inquérito apura o envolvimento de pessoas que teriam tentado obter informações sigilosas da investigação e que foram identificadas. O material apreendido em Laguna não foi divulgado pela Polícia Federal, tampouco os possíveis envolvidos no crime.

 

O que são criptomoedas?

As criptomoedas são moedas virtuais utilizadas para a realização de pagamentos em transações comerciais. Ou seja, possuem a mesma função de comprar mercadorias e serviços que as moedas já conhecidas por nós, como o real e o dólar. Por serem virtuais, existem três características básicas que diferenciam as criptomoedas das moedas regulares: a descentralização, o anonimato e o custo zero de transação.



Veja tudo sobre: moedas virtuais, laguna, operação
 


OUTRAS NOTÍCIAS



ESPORTES

Atletas voltam pra TB com medalhas

22/05/2019, 06:00

SEGURANÇA

Jovem é arrastado pela correnteza

22/05/2019, 06:00

SEGURANÇA

Veículo capota em Passo do Gado

22/05/2019, 06:00

GERAL

Queda no movimento foi de 13 mil pessoas

22/05/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL