MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

12/04/2019, 06:00

Latam volta a suspender operação em Jaguaruna


Guilherme Corrêa 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


A Latam suspendeu, mais uma vez, as operações no Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, de Jaguaruna. Segundo a empresa, a falta de segurança provocou a medida, e ainda não há uma data para o retorno dos voos.

Um voo programado para chegar ontem, às 14h45, foi deslocado para Florianópolis, pegando os passageiros de surpresa, entre eles o deputado federal Ricardo Guidi e prefeitos da região carbonífera e do Extremo Sul catarinense, que participaram da Marcha dos Prefeitos, em Brasília.

Em nota enviada ao DS, a Latam informou que os voos programados para Jaguaruna ontem foram impactados pela suspensão do Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio (Sescinc) do terminal. O serviço, segundo a companhia aérea, é um item de segurança fundamental para que a empresa possa operar em um aeroporto, e todas as decisões da Latam visam garantir uma operação segura.

Ainda de acordo com a nota, a Latam diz que segue avaliando a necessidade de novas alterações de voos em Jaguaruna, e que os passageiros afetados estão sendo informados para que possam efetuar a remarcação ou o reembolso integral dos bilhetes, sem custo adicional.

Essa é a segunda vez neste ano que a empresa decide paralisar as atividades em Jaguaruna. A primeira aconteceu na última semana de março, quando o caminhão do Corpo de Bombeiros que atende o aeroporto estragou. A Latam pede para que os passageiros que tiverem dúvidas entrem em contato com a companhia pelos telefones 4002-5700 e 0300-570-5700. Os voos da Azul seguem operando normalmente.


RDL ESPERA CONTORNAR SITUAÇÃO “O QUANTO ANTES” 

Ontem, o diretor comercial da RDL Aeroportos, André Costanzo, explicou que a decisão de suspender as operações partiu diretamente da Latam. Ele citou que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) esteve nessa semana em Jaguaruna, e que o aeroporto responde a todos os pré-requisitos da categoria em que se enquadra.

“O problema é que, por questão da falta de atualização do certificado de alguns bombeiros, a Anac aconselhou a suspensão da obrigação do funcionamento da unidade de combate a incêndio. Essa suspensão é temporária, para que estes bombeiros passem por essa atualização. Vale lembrar que o aeroporto de Jaguaruna não tem a obrigatoriedade de manter essa unidade”, conta André.

Segundo ele, somente os aeroportos que recebem mais de 250 mil passageiros por ano têm a obrigação de contar com uma unidade dos bombeiros. E Jaguaruna, segundo dados divulgados pela RDL, operou em 2018 com 140 mil passageiros. A RDL espera que a Latam volte a operar o quanto antes.



Veja tudo sobre: latam, aeroporto de jaguaruna, voo, rdl
 


OUTRAS NOTÍCIAS



SEGURANÇA

Trabalho infantil é discutido em reunião

12/04/2019, 06:00

GERAL

Escolas de Tubarão irão receber melhorias ainda este semestre

12/04/2019, 06:00

GERAL

Indígenas de Imaruí falam sobre cultura

12/04/2019, 06:00

GERAL

Páscoa é tempo de retomar valores

12/04/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL