MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

08/03/2019, 06:00

Tubarão-martelo é encontrado em Laguna


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Banhistas encontraram na tarde de ontem uma espécie de tubarão-martelo na orla da praia de Ipuã, em Laguna. Segundo informações repassadas pelo Projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS/Udesc), o animal, considerado ameaçado de extinção, media mais de dois metros, e morreu após ficar encalhado.

O professor Pedro Volkmer de Castilho, coordenador do PMP-BS/Udesc, explica que o animal estava um pouco mais magro que o considerado ideal. “Ele estava fraco, tanto que algumas pessoas que o avistaram na orla tentaram levar o tubarão para alto-mar, mas ele acabou voltando e encalhando na praia. Depois de uma hora, mais ou menos, veio a óbito”.

Depois de constatada a morte, o animal foi encaminhado ao PMP-BS/Udesc. Ainda de acordo com o professor, o tubarão-martelo (Sphyrna lewini) está na lista de animais em extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). “Os tubarões são comuns em áreas de mar aberto, distantes do Litoral. Seis espécies são mais avistadas aqui no Brasil, três de grande porte e três menores”, explica Pedro.

O animal não apresentava cortes ou ferimentos. Por se tratar de uma espécie ameaçada de extinção, os profissionais optaram por não fazer a necropsia. “O tubarão-martelo será encaminhado ao Museu Oceanógrafo Univali, em Balneário Piçarras. É um animal robusto, que pode ficar em exposição. Depois, ele deve ser encaminhado a outro museu, em Florianópolis”. 

CUIDADO NECESSÁRIO
Um vídeo disponível no site do DS, com banhistas tentando salvar o tubarão-martelo na praia de Ipuã, chamou a atenção de muita gente. Segundo o professor Pedro Volkmer, a região não conta com uma equipe especializada em resgate e reabilitação de tubarões. “A Polícia Militar Ambiental dá suporte, mas não contamos com uma estrutura específica para os tubarões. Como o animal estava fraco, os banhistas tentaram ajudar. O ideal é manter distância e chamar os órgãos competentes”, explica Pedro. O telefone de contato do PMP-BS/Udesc é 0800-642-3341.



 


OUTRAS NOTÍCIAS



GERAL

Modelo de Orleans é destaque internacional

08/03/2019, 06:00

GERAL

MPF diz que casas estão em local irregular

08/03/2019, 06:00

GERAL

Conscientização marca Dia da Água

08/03/2019, 06:00

ESPORTES

Leão deixa escapar vitória

08/03/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL