MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

07/03/2019, 06:00

Pode melhorar


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 

Em números, o Carnaval de Laguna foi muito melhor do que no ano anterior. A multidão era visivelmente maior. A festa, no geral, como citado aqui ontem, também foi positiva. Mas há avaliações que precisam ser feitas. A estrutura disponibilizada em toda a orla do Mar Grosso em 2018, quando a prefeitura conseguiu uma parceria com uma grande marca de cerveja, foi bem melhor. Principalmente para aquele folião que não tinha condições ou não queria brincar o Carnaval nos blocos privados.

Espera
No ano passado, havia uma estrutura de palco um pouco depois da Praça do Vila, reunindo um grande número de pessoas. Da Praça Seival saíam os trios dos blocos fechados, e acabavam unindo as duas multidões. Quem não comprou ingresso ficou tendo que esperar o fim da festa particular, o que gerou algumas críticas.

Encontro
Com essa mudança também surgiu outro problema que precisa ser repensado para o próximo ano. Sem outra opção de festa, muitas pessoas seguiram até o trio para esperar o fim do evento particular, aglomerando muita gente em um só lugar e gerando mais riscos para todos. Esse encontro anteriormente ocorria de forma mais gradativa, ao longo do trajeto.

Carro com som
Com as mudanças e sem atrações enquanto ocorriam os blocos privados, outro problema antigo de Laguna ressurgiu. O número de automóveis com som alto gerou bastante reclamação entre o início da orla até pouco antes da Praça do Vila.

Para frente
Laguna tem um potencial gigantesco para festas e para o turismo, conforme comprova a multidão que se deslocou para o município. É preciso se organizar cada vez mais, surpreender, e não retroceder. 

Recursos para a região
O deputado federal Celso Maldaner oficializa às 17h de hoje uma emenda parlamentar de R$ 200 mil para São Ludgero. A liberação é parte de um total de R$ 500 mil solicitados pelo deputado estadual Volnei Weber para municípios da região. Os municípios de Rio Fortuna, Gravatal e São Martinho receberão R$ 100 mil cada.

Aquisição
A prefeitura recebeu nesta semana dezenas de equipamentos destinados à sinalização do trânsito. Foram adquiridos cones, barreiras, canalizadores e cavaletes, que poderão ser utilizados em diversas situações. Os equipamentos comprados via licitação custaram cerca de R$ 25 mil, e foram comprados com recursos provenientes do Fundo Municipal de Trânsito.

Bilionários
O empresário catarinense Luciano Hang, da rede de lojas Havan, estreou na lista de bilionários da Revista Forbes. Segundo a publicação, ele tem uma fortuna estimada em US$ 2,2 bilhões, o que equivale a R$ 8,3 bilhões. Luciano está na 1057ª posição mundial, e na 21ª entre os brasileiros que fazem parte da lista. Ele está empatado com Ermínio de Moraes, do Grupo Votorantim, José Moll Filho, da Rede D’Or São Luiz, e José Luís Cutrale, da empresa Cutrale.

Sem crise
Curiosamente, em meio à crise que atinge o país, o número de brasileiros bilionários aumentou em 2019. Saltou de 40 para 58. Somadas, as fortunas chegam a R$ 679 bilhões. Um movimento contrário ao resto do mundo. O número geral de bilionários na lista reduziu em comparação com 2018, de 2208 para 1253.



 


OUTRAS NOTÍCIAS



ESPORTES

Leão repete erros e perde para a Chape

07/03/2019, 06:00

GERAL

Idosa recebe apoio para tomar remédios

07/03/2019, 06:00

SEGURANÇA

PRF flagra 40 motoristas dirigindo sob efeito de álcool

07/03/2019, 06:00

GERAL

Sindicato dos caminhoneiros descarta greve na região

07/03/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL