MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

28/02/2019, 06:00

Baixo efetivo altera trabalho na GML


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 

A carga horária da jornada de trabalho dos agentes da Guarda Municipal de Laguna (GML) passará por mudanças. Foi publicado nesta semana o decreto que faz a alteração. Até então, os profissionais trabalhavam 24h e folgavam 48h. A partir de março, os guardas irão atuar 6h diárias, sendo as equipes divididas em dois turnos.

Dentre os motivos da modificação, segundo consta no decreto, estão o baixo efetivo e a inviabilidade de manter a escala de trabalho que era executada. Atualmente, 11 agentes realizam o trabalho na cidade. Ainda sobre a alteração, a prefeitura destaca que tem como objetivo priorizar o estacionamento rotativo, a proteção patrimonial, a operação Lacre Ambiental e o trânsito.

A nova carga horária passa a valer no dia 7 de março. Os turnos serão divididos em dois horários: um com início às 7h e término às 13h, e o outro, das 13h às 19h. Outra mudança que também está prevista no decreto é a transferência da sede da guarda para o 3º andar do Centro Administrativo Tordesilhas. O objetivo é agilizar o atendimento nas prioridades estabelecidas.

Em Tubarão, por exemplo, os agentes trabalham na mesma forma de escala que será adotada em Laguna. Na Cidade Azul, há 32 agentes. O grupo se divide em dois turnos, sendo que o primeiro assume das 7h às 13h; o segundo, das 13h às 19h; e o último turno inicia às 18h30 e vai até a meia-noite.

 

Sindicato diz que decisão foi arbitrária

Procurado pela reportagem do DS, o delegado do Sindiguardas de Santa Catarina e guarda municipal de Laguna, Matheus Peixoto Philippi, afirma que a decisão da mudança de carga horária dos agentes foi arbitrária. “Tanto que nem sabíamos da alteração. Não houve nenhuma conversa conosco”, informa o guarda.

Matheus declara ainda que a mudança não beneficiará os agentes e muito menos os munícipes. “Ou seja, não haverá mais ronda noturna. Laguna é uma cidade histórica, e nós temos a função de proteger este patrimônio. Agora, o patrulhamento ficará menor, tendo em vista que a PM tem outras ocorrências para atender”, lamenta o agente.



Veja tudo sobre: guarda municipal, laguna
 


OUTRAS NOTÍCIAS



DA REDAÇÃO

Avaí anuncia Jonny Mosquera

28/02/2019, 06:00

GERAL

Conscientização marca Dia da Água

28/02/2019, 06:00

GERAL

Voos são cancelados em Jaguaruna

28/02/2019, 06:00

GERAL

MPF diz que casas estão em local irregular

28/02/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL