MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

07/02/2019, 06:00

Faltam recursos para as obras de escolas


Tatiana Dornelles 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Créditos: Tatiana Dornelles/DS

Desde que foram fechadas e municipalizadas, as antigas escolas estaduais Angélica Cabral e Visconde de Mauá estão com seus prédios praticamente abandonados. E, de acordo com a prefeitura, não há previsão de quando devem iniciar realmente as atividades nestes locais.

As duas unidades serão transformadas em Centros de Educação Infantil. Os projetos físicos estão prontos, mas falta a liberação dos recursos, para, posteriormente, entrar com processo licitatório. “Assim que o Ministério da Educação (MEC) liberar o recurso, seguiremos para o processo de licitação. A prefeitura está lutando, recorrendo a todas as esferas, para que comecem a liberar o dinheiro”, explica o presidente da Fundação Municipal de Educação, Maurício da Silva.

Segundo Maurício, o governo Dilma distribuiu dinheiro para a construção de 400 creches no Brasil. “Já no governo Temer, ele aprovou a PEC do Teto do Gasto, e assim houve uma escassez dos recursos, que estão vindo a conta-gotas. Isso fez com que dois CEIs, o São João e o São Martinho, ficassem com as obras lentas. E ainda fez com que estas duas unidades (Angélica Cabral e Mauá) não fossem para a frente”, ressalta.

Na escola Mauá, diz Maurício, foram realizados serviços de limpeza na semana passada. No local, futuramente, devem ser atendidas crianças de zero a três anos. Já para a escola Angélica Cabral serão realocados os alunos do CEI Bem-Me-Quer, que hoje funciona na beira de uma rodovia estadual.

“Com isso, atenderemos a demanda de crianças que estão na fila. Na Angélica Cabral, haverá ampliação no número de alunos, uma vez que o prédio é maior”, explica.

Maurício reforça que, a princípio, não há prazos de quando deve sair a licitação para as obras das duas escolas estaduais. “Infelizmente, estamos na dependência dos recursos”, acrescenta.

 

Compra de vagas

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Educação, Maurício da Silva, a prefeitura está formulando o projeto de licitação para a compra de vagas nas unidades da rede privada. “A escola que ganhar atenderá as crianças da fila. Este projeto está em andamento na procuradoria e na secretaria de Gestão”, ressalta.


Demora em repasse para as obras de CEIs de Tubarão é discutida em Brasília

A demora do repasse de recursos para as obras dos Centros de Educação Infantil São Martinho e São João ME foi discutida na última semana, em Brasília, na sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A chefe de gabinete do prefeito, Kércia Menegaz, repassou a situação ao diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais, Gilvan Silva Batista.

“É um procedimento comum em troca de gestão irmos renovar as parcerias e colocar a situação dos convênios para dar andamento. O Gilvan está há dez dias no cargo. O governo de Tubarão trabalha para que todas as crianças estejam em escolas de qualidade, e esses dois convênios são algumas das prioridades do prefeito Joares Ponticelli e do presidente da fundação de Educação, Maurício da Silva”, explica Kércia.

A construção CEI São Martinho segue. As futuras instalações atenderão cerca de 120 crianças, em tempo integral. O terreno com quase dois mil metros quadrados fica em uma estrada ao lado da SC-370. A obra é orçada em R$ 1.863.102,71.

A construção do novo CEI Sonho Infantil – São João ME vai custar R$ 1.816.890,10. Hoje, o CEI Sonho Infantil atende 103 crianças, a maioria delas em período integral, em uma estrutura alugada. Quando a nova escola estiver pronta, será possível atender 188 crianças.

O deputado federal catarinense coronel Armando e o chefe de gabinete do deputado federal Daniel Freitas, Laércio Menegaz Júnior, acompanharam a chefe de gabinete do prefeito para reforçar o pedido em nome dos tubaronenses.



Veja tudo sobre: obras, escola
 


OUTRAS NOTÍCIAS



SEGURANÇA

Cão é resgatado de bueiro

07/02/2019, 06:00

GERAL

Relógios serão atrasados em 1 hora

07/02/2019, 06:00

GERAL

Empresa belga inaugura base operacional

07/02/2019, 06:00

ESPORTES

Atual lanterna da competição, Tubarão joga contra o Metropolitano

07/02/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL