MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

25/01/2019, 06:00

Rancho coletivo deve ser construído


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


A Amurel entregou recentemente a Laguna o projeto do Centro de Embarcações a ser construído na Praia do Cardoso, no Farol de Santa Marta. O projeto foi feito pela assessoria técnica da entidade. O local a ser construído será abrigo para 23 embarcações cadastradas pelas associações locais e credenciadas pela secretaria de Pesca e Agricultura de Laguna. Estas embarcações, atualmente, não possuem estaleiros ou estão em áreas irregulares, próximas ao sambaqui, ou em áreas de risco.

O projeto arquitetônico prevê a construção em madeira, com conceito tradicional dos antigos barracões de pesca, com espaço também para a guarda e manutenção de redes de pesca. O próximo passo será buscar a anuência dos órgãos que solicitaram a regularização dos barracos antigos, como MPF, APA da Baleia Franca, ICMBio, Flama e MPSC. O projeto possui área de 1.680m² em madeira, com captação da água da chuva, placas fotovoltaicas, biodigestor, e será construído próximo ao deck da praia do Cardoso.

A pesca artesanal em Laguna é destaque nacional também pelo auxílio do boto, tradicionalmente integrado à história da pesca no Brasil. A atividade é considerada uma manifestação cultural tradicional, secular e de ocorrência rara. O Estado de Santa Catarina é o maior produtor de pescados do Brasil, e preservar a cultura e as tradições faz parte deste projeto, segundo a Amurel.

O material produzido pela associação foi entregue pelo engenheiro sanitarista e ambiental da Amurel Alexandre Martins a representantes da secretaria de Pesca do município.

 

Sobre o caso

Em junho de 2015, a Polícia Ambiental emitiu um auto de infração devido à irregularidade no lado Norte da praia do Cardoso. Pequenos galpões, os populares ranchos, tinham sido erguidos para abrigar embarcações de 22 pescadores, em área de preservação ambiental e arqueológica, ocasionando a infração. Segundo o documento, o local estava em área de sambaqui. Os representantes dos pescadores afirmaram que não sabiam da ilegalidade. As construções foram retiradas, e os pescadores, junto com o Poder Público, iniciaram as negociações para uma solução: a construção de um galpão coletivo.



 


OUTRAS NOTÍCIAS



SEGURANÇA

Homem é preso por porte ilegal de arma

25/01/2019, 06:00

GERAL

Médicas visitam o Abrigo dos Velhinhos

25/01/2019, 06:00

SEGURANÇA

Botijão pega fogo

25/01/2019, 06:00

GERAL

Prefeitura avalia local de nova sede, em BN

25/01/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL