MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

04/01/2019, 06:00

Museu Histórico está aberto para visitação


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Para os turistas que estão aproveitando o verão em Laguna, o Museu Histórico Anita Garibaldi está aberto das 10h às 18h, menos às segundas-feiras, quando é fechado para manutenção.

Os ingressos têm custo bem acessível, sendo R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). Além disso, moradores de Laguna têm entrada gratuita.

A construção do Paço do Conselho foi iniciada em 1735, e terminada no final do século XVIII. Seu alicerce e paredes foram erguidos com areia, pedras e cal, oriundos dos sambaquis – as conchas foram trituradas e misturadas com o barro. O prédio é um dos monumentos mais antigos do Sul do Brasil.

Conhecido como Edifício de Câmara e Cadeia, abrigava no piso superior a Câmara de Vereadores, e no térreo, o corpo da guarda municipal. Foi na Câmara que se proclamou a República Catharinense Livre e Independente (1839).

Com o surgimento, no Rio Grande do Sul, do movimento dos farrapos contra a monarquia, ocorre, em 1836, a proclamação da República Rio Grandense, e a necessidade de um porto marítimo contribuiu para a tomada da Vila de Laguna, em Santa Catarina.

No dia 22 de julho de 1839, as forças farroupilhas, com a ajuda de Giuseppe Garibaldi (1807-1882), político e militar revolucionário italiano, tomaram a Vila e proclamaram a República Juliana. O fato ocorreu no prédio da Câmara, hoje museu Anita Garibaldi. Em frente ao espaço há uma estátua de bronze em homenagem à heroína.

Com o passar dos anos, ele foi abandonado, e, durante algum período, ocupado por departamentos municipais, inclusive a biblioteca. Em 1949, o prédio voltou a ser utilizado definitivamente como Museu Anita Garibaldi, onde encontra-se nesta edificação desde 31 de julho de 1949.

O espaço guarda um acervo eclético, destacando-se peças de alto valor arqueológico encontradas nos sambaquis da região, também de grupos indígenas que viveram por ali.

Outros objetos relacionados à formação sócio-cultural lagunense, como peças de porcelana, utensílios domésticos e móveis, podem ser visitados. Há também objetos pertencentes ao Jerônimo Francisco Coelho, considerado pai da imprensa de Santa Catarina. O acervo discográfico e a gaita de Pedro Raymundo, músico popular das décadas de 50 e 60, estão no local.



Veja tudo sobre: museu, laguna, turismo
 


OUTRAS NOTÍCIAS



ESPORTES

Alunos de Tubarão passam por graduação em artes de defesa

04/01/2019, 06:00

ESPORTES

Professor é credenciado

04/01/2019, 06:00

DIVERSÃO

Aulas de violão terão 80 participantes em São Ludgero neste ano

04/01/2019, 06:00

ESPORTES

Vitória do Tigre joga o Peixe na lanterna

04/01/2019, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL