MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

22/12/2018, 06:00

Especial: Hercílio Luz faz 100 anos de história


Guilherme Simon 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Créditos: Arquivo e Assessoria Hercílio Luz/DS

O ano era 1918. Um grupo de jovens moradores de Tubarão decide colocar em prática o ousado plano de fundar uma agremiação esportiva. Depois de inúmeras reuniões no conhecido Café Familiar, na rua Lauro Müller, no Centro da cidade, a ideia ganhou nome: Hercílio Luz, em homenagem ao então governador catarinense. Neste sábado, dia 22 de dezembro, o clube completa 100 anos de fundação.

Conhecido como Leão do Sul, em referência à garra que os jogadores demonstravam em campo, o clube tubaronense acompanhou o crescimento da cidade ao longo de um século, sendo uma de suas instituições mais antigas. Durante esse tempo, passou por momentos mágicos, enfrentou dificuldades extremas, e seguiu despertando paixões.

A primeira partida do time foi realizada dois meses após sua criação, no dia 22 de fevereiro de 1919. Juvenal, Stephano, Alexandre, Guigo, Thenes, Oswaldo, Santos, Mússio, Hygino, Newton, Gallois, Neco, Alfredo e João Barbosa entraram em campo para enfrentar o Clube Náutico Francisco Martinelli, de Florianópolis.

O jogo aconteceu em Tubarão e terminou com vitória dos visitantes por 2 a 1. Mas a derrota não abalou o ânimo dos hercilistas, que, após a partida, participaram de uma confraternização com os adversários no Clube 7 de Julho.

As grandes vitórias viriam depois. Fundador da Liga Tubaronense de Futebol, o Hercílio levantou a taça da competição nada menos que dez vezes entre 1939 e 1958.

Ao mesmo tempo em que levava a melhor sobre os rivais locais, o Leão também se consolidava como uma grande força regional. Foram nove títulos de campeão do Sul do Estado.

Nessa época, nascia também uma grande rivalidade, com o Ferroviário, clube tubaronense surgido na década de 40.  O famoso clássico Ferro-Luz rendeu partidas memoráveis.

O Ferrinho, como era conhecido,  se dissolveu no começo da década de 90 e deu lugar ao Tubarão Futebol Clube. Mas a rivalidade entre o Leão e os times sediados na Vila dos Ferroviários se manteve e segue até hoje, com o Atlético Tubarão.


Zenon,o craque

O Hercílio Luz também revelou jogadores que se destacaram no cenário nacional. O principal deles continua sendo o craque Zenon, tubaronense que iniciou a carreira no Leão do Sul em 1972. Depois, passou por Avaí, Guarani e despontou como um dos craques do Corinthians no bicampeonato paulista de 82 e 83. Foi convocado para a Seleção Brasileira em 1989, e disputou seis partidas com a camisa canarinho.

 

57 e 58: os anos dourados do Leão

As primeiras décadas de existência trouxeram vitórias, mas foi no final dos anos 50 que o Hercílio viveu sua maior glória, com o bicampeonato catarinense. Os dois títulos foram diante do mesmo rival: o Carlos Renaux, de Brusque.

No primeiro, em 57, os hercilistas superaram a equipe na qual jogava o lendário Teixeirinha. No ano seguinte, nova vitória sobre o time de Brusque. Nas duas, a partida final aconteceu em Florianópolis. O goleiro Bateria, o médio Ernani e o avante Betinho foram nomes importantes na equipe hercilista em ambas as campanhas.

Graças à conquista, o Hercílio Luz foi o primeiro time do Estado a disputar um campeonato brasileiro, a Taça Brasil de 59. O Leão acabou eliminado pelo Atlético Paranaense.

 

Enchente, dificuldades e licenciamento

O Hercílio se manteve entre os principais do Estado na década de 60 e no início dos anos 70. Porém, com a enchente de 1974, o estádio Aníbal Costa foi praticamente destruído, e o time precisou se licenciar entre 1976 e 1986. A partir daí, começava uma curva de decadência, que culminou com o rebaixamento em 91. O time ainda conseguiu retornar à Série A em 93, mas em 94 se licenciou novamente para dar lugar a um único time na cidade, o Tubarão Futebol Clube. Retornou às atividades em 2007, disputando a Liga Tubaronense de Futebol, e voltando ao profissional em 2008.

 

A volta à elite no ano do centenário

Agora, aos 100 anos, o Hercílio Luz sente novamente o sabor das grandes vitórias. O clube, o mais antigo em atividade em Santa Catarina, voltou a disputar a Primeira Divisão do Catarinense neste ano. A conquista do acesso veio em 2017, com o vice-campeoanto da Segundona, após anos de luta para voltar à elite.

Em 2018, além de disputar a Série A e alcançar o objetivo da permanência, o  Leão do Sul ainda fez uma campanha surpreendente na Copa Santa Catarina, e por pouco não conquistou o título e uma vaga na Copa do Brasil de 2019.  No próximo ano, a equipe seguirá nas disputas estaduais, e também voltará a participar de uma nacional, a Série D do Brasileiro. Nas arquibancadas, a torcida não consegue esconder a alegria de vibrar outra vez com o Leão, como nos velhos tempos.



Veja tudo sobre: hercílio luz fc
 


OUTRAS NOTÍCIAS



GERAL

Grupo participa de evento de Saúde

22/12/2018, 06:00

ESPORTES

Tubarão Futsal faz amistoso hoje à noite contra a Assoeva, na arena

22/12/2018, 06:00

DIVERSÃO

Cantores pedem apoio dos fãs para adolescente

22/12/2018, 06:00

ESPORTES

Vitória mantém Peixe com esperanças

22/12/2018, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL