MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

06/12/2018, 06:00

Volta de Daniel Costa depende de ajustes


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Se depender da vontade do jogador, o meia Daniel Costa estará de volta ao Tubarão para a disputa do Catarinense do ano que vem. Ídolo da torcida, que o apelidou de “Mago”, o atleta já manifestou à diretoria do Peixe o desejo de retornar. No entanto, a negociação ainda depende de ajustes com o Figueirense.

De acordo com o gerente de futebol do Tubarão, Júlio Rondinelli, o clube conversa com a diretoria do Figueira para selar um empréstimo. “Mas alguns fatores precisam ser ajustados para que a negociação avance. São fatores como prazo, valores e condições”, ressalva Júlio.

Outro fator que influencia é que o atleta também é sondado por vários outros clubes, segundo Rondinelli. A depender do valor das outras propostas financeiras, isso poderia tornar a vinda dele para o Peixe inviável.

Em contrapartida, fontes ouvidas pela reportagem afirmam que o negócio está praticamente certo. A expectativa é de que o empréstimo possa ser confirmado ainda durante o fim de semana. O Figueirense possui 90% dos direitos econômicos do jogador, enquanto o Tubarão possui 10%.

O gerente de futebol Júlio Rondinelli reforça o desejo do clube de ter o meia de volta. “Interesse do Tubarão sempre houve. É um jogador que foi o nosso principal destaque no Estadual. Ele já manifestou a vontade de voltar, está em conversa com o presidente, e o Silas e a comissão técnica o conhecem. Mas não adianta a gente criar uma expectativa antes do acerto”, comenta.


Peixe deve receber R$ 500 mil por Barbosa

Outra negociação que agita os bastidores na Vila é a de Matheus Barbosa. O volante estava no Avaí e voltou ao Peixe para o Estadual. Agora, o clube tubaronense trabalha para vender a maior parte dos diretos econômicos do atleta ao time da capital. O Tubarão deve receber R$ 500 mil pela venda de 60% dos direitos dele.

“As negociações entre Avaí e Tubarão avançaram bastante nas últimas horas. A conversa agora está entre o atleta e o Avaí”, informou o gerente de futebol do Tubarão, Júlio Rondinelli, ontem à tarde.

O restante dos direitos econômicos, 40%, permanecerá com o Peixe. Os detalhes do pagamento ainda não foram definidos. Caso se confirme, há a possibilidade de que os R$ 500 mil sejam pagos parcelados.



Veja tudo sobre: atlético tubarão
 


OUTRAS NOTÍCIAS



GERAL

Coleta seletiva em BN começa em janeiro

06/12/2018, 06:00

SEGURANÇA

Carro colide em poste

06/12/2018, 06:00

ESPORTES

Gustavo Ermel é esperado no Tubarão

06/12/2018, 06:00

ESPORTES

Leão prepara festa para dia do centenário

06/12/2018, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL