MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

25/05/2016, 06:00

Cidades da região entre as menos desenvolvidas de SC


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Créditos: Jaqueline Noceti/Secom/DS

As cidades de Garopaba, Imaruí, Imbituba, Laguna, Paulo Lopes e Pescaria Brava estão entre as que serão beneficiadas com um programa lançado pelo governo do Estado na terça-feira que deve coordenar ações das iniciativas privada e pública para investir em 84 municípios considerados menos desenvolvidos do Estado.

O Programa de Desenvolvimento e Redução das Desigualdades Regionais foi criado com base em um indicador para avaliar as cidades com necessidade de investimento, segundo dados da Secretaria de Planejamento, responsável por coordenar a iniciativa.

Esse indicador é o Índice de Renda SC e é medido pela renda domiciliar per capita média da população residente na região e pelo Produto Interno Bruto per capita, além de indicadores como a evasão da população da região e a dinâmica do emprego formal.

Foi dessa forma que 12 microrregiões, entre elas a de Laguna, foram consideradas menos desenvolvidas. Segundo o governo, moram nestas regiões 1,06 milhão de pessoas – 16% da população de Santa Catarina – e o PIB da área é de R$ 18,3 bilhões, o que corresponde a 10,3% do total da riqueza produzida no Estado.

No anúncio do programa, o governo destacou que foram realizadas reuniões com entidades privadas, da indústria, comércio e agricultura com o objetivo de incentivar o investimento nos locais elencados, embora nenhum programa específico de investimento tenha sido antecipado.

Órgãos como o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S.A. (Badesc), a Federação Catarinense de Municípios (Fecam), a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc) devem ser envolvidos nas ações futuras do programa.



Veja tudo sobre: desenvolvimento, economia
 


OUTRAS NOTÍCIAS



SEGURANÇA

Uma pessoa morre em acidente

25/05/2016, 06:00

GERAL

Evento de agroturismo é promovido

25/05/2016, 06:00

GERAL

Dia do Soldado: disciplina e valores do serviço militar

25/05/2016, 06:00

ESPORTES

Novidade em breve no Hercílio Luz

25/05/2016, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL