MENU

NOTÍCIAS


TODAS | EDIÇÃO DE HOJE | DA REDAÇÃO | DIVERSÃO | ESPORTES | GERAL | POLÍTICA | SEGURANÇA

10/07/2015, 06:00

Cinco décadas de existência do Complexo Jorge Lacerda


 
redacao@diariodosul.com.br
Dê a sua opinião
Comentários ou sugestões
Envie esta
notícia por e-mail
 


Créditos: Plínio Bordin/DS

Hoje a Tractebel Energia comemora os 50 anos do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda em uma cerimônia no Parque Ambiental em Capivari de Baixo, que vai reunir diretoria, empregados, ex-empregados, parceiros, autoridades estaduais e regionais.

Além de música com a Camerata de Florianópolis e a Orquestra Mirim de Capivari de Baixo, diretores vão descerrar uma placa alusiva às cinco décadas e resgatar alguns dos melhores momentos do empreendimento. Em sequência às comemorações, ocorre o lançamento do livro “50 Anos Gerando Energia e Desenvolvimento”, da jornalista Duda Hamilton.
A Camerata, por exemplo, vai abrir a solenidade com quarteto de cordas executando o Hino Nacional e mais tarde faz um tributo à música popular brasileira. Já a Orquestra Mirim de Capivari encerra o evento.
“Desde 1998, quando aqui chegamos, temos investido na manutenção e modernização de equipamentos, na segurança das pessoas e na formação e aperfeiçoamento de nossos empregados que operam as três usinas. Almejamos eficiência com menor impacto ambiental”, diz o diretor-presidente da Tractebel, Manoel Zaroni Torres.
O Complexo Jorge Lacerda fica em Capivari de Baixo, a “Capital Termelétrica da América do Sul”, próximo a uma grande bacia carbonífera com quase 100 quilômetros de comprimento e 20 quilômetros de largura média, entre a Serra Geral e a Serra do Mar. Ele é composto por sete usinas, com capacidade instalada total de 857 MW, o suficiente para abastecer uma cidade de 8 milhões de habitantes. Suas atividades geram 6 mil postos de trabalho diretos e outros 30 mil indiretos em toda a cadeia produtiva do carvão mineral, e movimentam a economia de dez municípios no Sul catarinense.

Livro “50 anos Gerando Energia e Desenvolvimento” é lançado

O livro “50 Anos Gerando Energia e Desenvolvimento”, da jornalista Duda Hamilton, é resultado de uma pesquisa criteriosa de documentos históricos e entrevistas com empregados, ex-empregados e parceiros que recordam suas passagens pela Sotelca, Eletrosul e Tractebel, proprietárias do complexo nessas cinco décadas.
Com linguagem acessível e fartamente ilustrada, a obra concilia o prazer da leitura com o papel de referência bem fundamentada para pesquisadores, estudantes, professores, jornalistas e demais interessados no tema.
Organizado em quatro capítulos, o livro começa apresentando a Usina hoje. Em seguida, focaliza a gestão da Tractebel, que assumiu o empreendimento em 1998, quando este deixou de ser estatal e passou à iniciativa privada. Um dos destaques desse período recente é a ênfase nas questões ambientais, que levou a iniciativas como o projeto de Proteção e Recuperação de Nascentes e um Parque Ambiental com 35 hectares. O capítulo 3 aborda a fase do nascimento do Complexo, em 1965, até 1997. No final, a autora conta a história da descoberta do carvão até a pedra fundamental (1874 a 1965).

Histórico

Complexo

É considerado o maior complexo termoelétrico a carvão da América do Sul. Pode ser visto às margens da rodovia BR-101. Baseada na tecnologia alemã e tcheca, o complexo termoelétrico também contribui para outros ramos da atividade industrial, como o desenvolvimento da região carbonífera do Estado de Santa Catarina e o incremento da Ferrovia Teresa Cristina 1.
O complexo é formado por três usinas térmicas a carvão, com potência total de 853 MW, e inclui o parque gerador da estatal da Eletrosul (atual Tractebel Energia, antiga Gerasul), juntamente com outras duas usinas térmicas. Há, ainda, três usinas hidrelétricas e duas usinas em construção. Todo o parque foi privatizado em 1997, no segundo mandato do gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Jorge Lacerda
Jorge Lacerda foi um político brasileiro filho de imigrantes gregos. Foi governador de Santa Catarina de 1956 a 1958. Estudou Medicina na Universidade Federal do Paraná. Também cursou direito na Faculdade de Niterói, antes de entrar definitivamente para a política, sendo foi duas vezes deputado federal. Jorge Lacerda morreu em um acidente aéreo aos 43 anos. No mesmo desastre também morreram Nereu Ramos e Leoberto Leal. Entre suas obras está a criação da Sociedade Termelétrica de Capivari (Sotelca), em 1957, usina termelétrica que garantiria a independência energética do Estado. Foi, depois, a usina geradora da Eletrosul. Hoje, o nome da usina é Termelétrica Jorge Lacerda, e com a administração da empresa Tractebel Suez, sendo a maior termelétrica da América Latina, com uma capacidade de produção de 854 MW de energia.



 


OUTRAS NOTÍCIAS



DIVERSÃO

Gravatal conquista Selo Prodetur+Turismo

10/07/2015, 06:00

ESPORTES

Atleta é campeã em competição nacional

10/07/2015, 06:00

GERAL

Chuva ácida: monitoramento é solicitado na Câmara

10/07/2015, 06:00

ESPORTES

Hercílio põe ingressos à venda para final

10/07/2015, 06:00







MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL