13/08/2019, 06:00

Grupo é suspeito de série de roubos


Um dos homens baleados em confronto com a polícia em Tubarão segue hospitalizado, sob vigilância 24 horas de um agente penitenciário.

Preso em flagrante após um assalto, ocorrido na sexta-feira, no qual um dos comparsas morreu, o homem, segundo a polícia, é suspeito de atuar em uma quadrilha que cometeu diversos roubos na cidade.

De acordo com o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão, Rubem Teston, todos os envolvidos no assalto, entre eles outros dois que fugiram após o crime, foram identificados. “Eles são da região. Essa associação criminosa é suspeita de muitos roubos. Estão sendo identificados, inclusive, pelos capacetes usados, que foram apreendidos. Foram reconhecidos em filmagens e por vítimas”, fala o delegado.

Na sexta-feira, antes do assalto na J Radiadores, uma lotérica no bairro Humaitá foi alvo de dois ladrões. Eles entraram no local com capacetes. Segundo o delegado, indícios apontam que parte da quadrilha é composta pelos mesmos suspeitos do crime. “Prosseguem as diligências para prender os dois homens que conseguiram fugir (após a troca de tiros com a polícia)”, diz o delegado.

O baleado que segue no hospital, assim que for liberado pela equipe médica, será levado ao Presídio Masculino de Tubarão. Ainda na sexta-feira, o suspeito recebeu voz de prisão pela participação, segundo a polícia, no assalto à J Radiadores.



Veja tudo sobre: roubo