13/08/2019, 06:00

Nascimento humanizado em debate


De hoje até quinta-feira, o bloco da saúde na Unisul será palco da 1ª Semana de Conscientização à Humanização do Nascimento.

O evento, promovido pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), atende à lei de autoria do vereador Paulo Henrique Lúcio, sancionada pelo prefeito Joares Ponticelli em agosto do ano passado, para ressaltar a importância da humanização no parto.

Os profissionais, acadêmicos, gestantes e puérperas terão três dias para participar de ações, rodas de conversa, palestras, entre outras atividades.

A mobilização vai contar com a capacitação dos profissionais para melhor atender e assistir o nascimento, oferecendo não só técnica e os protocolos necessários, como também a humanização que a gestante merece. “Hoje, os tempos são outros. Antigamente, os partos eram feitos em casa e não tinha técnica, e agora temos muitas técnicas e não temos a sensibilidade de antes. Então, nós precisamos trazer mais esse lado humano para o parto, deixando a gestante como a protagonista, pois ela é o centro do procedimento”, descreve a enfermeira e coordenadora de Atenção Básica Vanessa Venâncio.

Para participar, basta comparecer ao auditório 201 do bloco da saúde, para assistir às palestras, ou comparecer ao hall do mesmo bloco, onde ocorrerão as oficinas e rodas de conversa. “O quanto antes inserirmos esse conceito da sensibilidade, mais imersos eles estarão e melhor atenderemos os pacientes”, avalia a organizadora.


Parceria

A semana de conscientização sobre a humanização do parto será colocada em prática em parceria com: Unisul, Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), Associação das Doulas de Santa Catarina (Adosc), Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf-AB), Liga Acadêmica de Pediatria de Tubarão (LAPT) e Liga Acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia – (Lago).



Veja tudo sobre: parto humanizado, parto