13/08/2019, 06:00

Exportações em alta aquecem o mercado


O status sanitário diferenciado e a qualidade permitiu ao Estado de Santa Catarina se consolidar como o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil. E, de acordo com o presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suíno, Adir Engel, a região também ganha com esse resultado. 

De janeiro a julho deste ano, foram 236,6 mil toneladas embarcadas – 58% do total nacional –, gerando um faturamento de US$ 467,6 milhões. Ou seja, a cada dez produtos de carne suína exportados pelo Brasil, seis são produzidos no Estado.

Em julho, o Estado exportou 35,1 mil toneladas de carne suína, com faturamento de US$ 75,2 milhões, 3,5% acima do mês anterior. Esse é o segundo melhor resultado do ano, atrás apenas dos embarques registrados em maio.

“Isso é muito importante para o agro de Santa Catarina. Diretamente, temos um frigorífico no Vale que exporta miúdos. Se houver exportações, sobe o mercado interno, e isso ajuda a região, ou seja, também ganhamos. O Estado é responsável por 58% graças aos produtores, aos investimentos nas suas propriedades, à seriedade das agroindústrias, que mandam produto de qualidade, e ao governo, que investe em sanidade, inspeções, barreiras. Então, é um trabalho em conjunto que funciona. O importante é exportar, é fazer parte dessa cadeia. Se não exportamos diretamente, nós nos beneficiamos com isso indiretamente”, pontua Adir.

No acumulado do ano, Santa Catarina apresenta uma alta de 33,5% nas receitas com as exportações de carne suína e 29,2% na quantidade embarcada. A maioria dos principais mercados aumentou de forma significativa suas compras ao longo do ano, com destaque para a China, que ampliou em 49,9% as importações do produto catarinense em relação ao mesmo período de 2018.

Neste ano, Santa Catarina também retomou as exportações para a Rússia, que já foi o maior mercado e agora ocupa a 5ª colocação no ranking dos embarques de carne suína. O Estado também aumentou as vendas para Vietnã e Coreia do Sul.

 

China é a maior importadora

A China é o país que mais importa carne suína do mundo, principal mercado para o produto catarinense e com um grande potencial de crescimento. O gigante asiático responde por 41% de tudo o que Santa Catarina já faturou com as exportações de carne suína neste ano. Quando se contabiliza também os embarques para Hong Kong, região administrativa especial da China, a participação sobe para 55%.



Veja tudo sobre: exportação, economia, carne suína