10/01/2019, 06:00

Convenção coletiva define pisos salariais para os comerciários


A partir de fevereiro, os comerciários de Tubarão já receberão em sua folha de pagamento o salário definido na convenção coletiva da categoria. Como a data-base é novembro, eles receberão os valores retroativos no próximo mês.

Segundo a diretora do Sindicato dos Comerciários de Tubarão, Elizandra Rodrigues Anselmo, a Convenção Coletiva foi assinada em 24 de dezembro, após uma série de sete reuniões com empresários. “Foi bem difícil fechar este acordo, mas conseguimos e ainda mantivemos alguns direitos anteriores, como a quebra de caixa, por exemplo”, comenta.


Ela afirma que a cada ano está mais difícil manter as negociações. “As coisas estão bem complicadas. A reforma trabalhista também dificultou bastante, mas continuaremos lutando sempre para manter os direitos assegurados”, pontua Elizandra.

Pela Convenção Coletiva ficou firmado um reajuste salarial de 4,02%. Apenas as concessionárias tiveram reajuste um pouco maior, de 4,30%. Para o comércio atacadista de medicamentos, o piso salarial ficou em R$ 1.301. Para os comerciários do shopping, o piso salarial estabelecido ficou em R$ 1.435,85. Para os trabalhadores da Ceconvest, o piso é de R$ 1.358,50, e para o comércio atacadista de Tubarão e região, é de R$ 1.389,85.

Já nos supermercados de Tubarão e região, o piso ficou em R$ 1.403,40 e R$ 1.333,40 para embalador/pacote. As concessionárias terão piso salarial de R$ 1.349 e o comércio varejista de Tubarão e região, de R$ 1.301. Além disso, outros direitos também foram incluídos ou mantidos para a categoria.



Veja tudo sobre: economia, comércio