05/01/2019, 06:00

Tubarão terá campanha contra a febre amarela


Santa Catarina entrou como área de recomendação para vacinação contra a febre amarela. O Estado passou a ser considerado um local onde o perigo de ser contaminado com febre amarela é constante. Desta forma, a partir deste ano serão distribuídas vacinas gratuitas. Todas as pessoas com idades a partir de nove meses devem tomar a vacina.

O período de vacinação no Estado foi dividido em seis momentos, que começou em agosto e vai ser encerrado em fevereiro. Tubarão ficou no sexto momento, que será em fevereiro, e irá implantar a vacina para pessoas de nove meses até 59 anos.

De acordo com o gerente regional de Saúde, Everson Barbosa Martins, a vacina já era oferecida, só que apenas para pessoas que iriam viajar para áreas de risco. Hoje ela está disponível em todas as salas de vacina e em fevereiro será realizada uma campanha onde todos serão incentivados a se vacinar.

A pessoa acima de 59 anos deve procurar um serviço de saúde para ver se tem alguma contraindicação para receber a vacina. As outras pessoas também podem procurar médicos das unidades de saúde.

Antes, as pessoas recebiam uma segunda dose após dez anos da primeira, mas agora uma dose é suficiente para imunizar a vida toda.

 

Sinais e sintomas

A febre amarela é uma doença infecciosa e não contagiosa, sendo transmitida ao homem mediante à picada de insetos hematófagos da família Culicidae, em especial dos gêneros Aedes e Haemagogus. As manifestações iniciais da doença são: febre alta de início súbito, sensação de mal-estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço, calafrios, náuseas e vômitos. Quando a doença evolui para a forma grave, há um aumento da febre, diarreia, reaparecimento dos vômitos, dor abdominal, icterícia (olhos amarelados, semelhante à hepatite), manifestações hemorrágicas (equimoses, sangramentos no nariz e gengivas) e ocorre funcionamento inadequado de órgãos vitais como fígado e rins. A única forma de evitar a febre amarela silvestre é por meio da vacinação contra a doença.



Veja tudo sobre: febre amarela, saúde