03/10/2016, 06:00

Câmara terá PP como maioria


Em 2017 a Câmara de Vereadores de Tubarão terá uma renovação em relação à atual, já que dos 17 vereadores atuais apenas sete se reelegeram, o que traz mudança em 60% das cadeiras do Legislativo da Cidade Azul.

Se os nomes mudaram, porém, em relação aos partidos, o cenário fica semelhante na composição partidária, embora os números mudem. Hoje, a Câmara de Vereadores de Tubarão tem três edis do PP, três do PSDB, três do PSD, três do PMDB, três do PT, um do PPS e um do PSC.

Dos atuais 17 vereadores, seis não concorreram à reeleição – Edson Firmino, Caio Tokarski (que é vice-prefeito eleito), Evandro Almeida, Clodoaldo de Medeiros, Nilton de Campos e Matusalém dos Santos.

Reelegeram-se Gelson Bento (PP), Lucas Esmeraldino (PSDB), Zaga Reis (PP), Jairo Cascaes (PSD), Eraldo (PPS), Professor Paulão (PT) e João Fernandes (PSDB). Os novos nomes são Moisés Nunes (PP), Pepê Collaço (PP), Dalton Marcon (PSD), Lico/Licão (PP), Alexandre Moraes (PSD), Douglas Antunes (PMDB), Cascão (PMDB), Xandão (PSDB), Evaldo/Socadinho (PMDB) e Tancredo (PSDB). Apesar das mudanças, porém, muitos dos eleitos já estiveram no Legislativo de Tubarão anteriormente.

O cenário da Câmara fica positivo para o prefeito eleito, Joares Ponticelli. Ele começa o mandato com maioria no Legislativo, sendo que nove vereadores devem apoiar o Executivo. A coligação de Ponticelli e Caio elegeu nove vereadores, cinco do PP, que será maioria na Câmara, três do PSD e um do PPS.

A partir de 2017, o único partido que muda sai de cena no Legislativo é o PSC. A mudança na representatividade destes partidos, porém, terá alterações. O PP, partido do prefeito eleito, Joares Ponticelli, terá maioria na Câmara, com cinco vereadores. Em seguida, o PSDB elegeu quatro edis, um a mais do que tem hoje na Casa. O PSD e o PMDB seguem com três vereadores eleitos, assim como o PPS continua com um representante. Já o PT teve uma queda significativa, passando de três cadeiras para uma.



Veja tudo sobre: câmara de vereadores, eleições 2016, vereadores, tubarão