Geral

ARILTON BARREIROS




Sábado, 10/01/2015, às 06:00

FALAR é FÁCIL

No ano que passou, cerca de 55 municípios de Santa Catarina não interessaram a nenhum profissional do Programa Mais Médicos, tantos os brasileiros como os estrangeiros. Isso mostra o quanto é difícil e complicado suprir as carências que existem em nossas cidades. Mas se alguém pensa que o pessoal médico não mostrou interesse pela precariedade dos municípios, se enganou totalmente. Rio Fortuna, em nossa região, é a 25ª entre as mais de 5 mil cidades brasileiras em IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), mesmo assim não interessou aos médicos inscritos. Como explicar que Criciúma está também na lista com seus 193 mil habitantes e 75ª no ranking nacional? Entre as cidades rejeitadas, 42 têm IDH alto ou muito alto e ainda assim não foram atrativas o suficiente para os senhores médicos. Criticar e falar é fácil, difícil é administrar num país de tantos pensamentos diferentes.

Entrelinhas

Presidente da Cergral (Cooperativa de Eletricidade de Gravatal), João Vânio Mendonça Cardoso, tranquiliza seus associados informando que por ser uma permissionária, a cooperativa não está inclusa no Sistema de Bandeiras Tarifárias instituído pela Aneel, por isso não haverá alteração no valor da tarifa da energia.

Neste final de semana, a Barra da Ibiraquera estará recebendo o projeto itinerante Tenda Literária. De iniciativa da Biblioteca Pública Municipal Cônego Itamar Luiz da Costa, da secretaria de Cultura do governo de Imbituba, o espaço terá livros à disposição e contação de histórias.

Legislativo de Jaguaruna após a eleição da nova mesa diretoria que elegeu o vereador Milton Goulart Ricardo para presidente no ano em curso, passou também a contar com um novo diretor. Trata-se de Jose Serafim Alves, filho do município e que irá contribuir com a nova administração.

O vice-governador de SC, Eduardo Pinho Moreira, e o presidente em exercício do PMDB, Valdir Cobalchini, tiveram uma reunião com o secretário da Casa Civil, Nélson Serpa (PSD), onde trataram sobre os cargos que o partido terá direito. O PMDB, fisiologista como sempre, quer uma fatia grande do bolo.

Apesar do Tribunal de Contas do Estado ter sido pela aprovação, a Câmara de Vereadores de Orleans, por maioria de votos, rejeitou as contas do ex-prefeito Jacinto Redivo, o popular Tinto. O principal argumento para a rejeição foi o suposto envolvimento do ex-gestor em crimes contra a administração pública apresentadas pelo Ministério Público durante a Operação Colina Limpa, no ano de 2014.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, deu parecer favorável a um recurso de Clésio Salvaro, PSDB, que foi reeleito para a prefeitura em 7 de outubro de 2012, mas foi impedido de assumir com base na Lei da Ficha Limpa, provocando nova eleição em 2013. Clésio espera comunicação para assumir a prefeitura. O STF ainda julgará o mérito da causa.

Novo modelo com um constante e detalhado controle de caixa de todas as secretarias do Estado e uma rigorosa fiscalização das obras em andamento foram as propostas da primeira reunião do Colegiado Catarinense reunido em Lages. O encontro, na Pousada Rural do Sesc, termina neste sábado e deverá ter outras novidades.