MENU

COLUNISTAS





 
 

Terça-feira, 00/00/0000, às 00:00

Superando as dificuldades

Jogando a sua quarta partida no Campeonato Catarinense de Futsal, o Tubarão manteve 100% de aproveitamento em casa, vencendo o Blumenau pelo placar de 3 x 1, e saindo da quinta colocação para a vice-liderança, com o retorno da confiança abalada pela derrota diante do São Francisco, na última terça-feira. Eu acrescento a boa apresentação do elenco. Sem poder contar com Evandro, que segue no DM, e Jean Gaúcho, que foi relacionado, mas poupado, quem chamou atenção foi o ala Dieguinho e o pivô Pakito, que foi, aliás, o autor de dois gols na partida. Rodriguinho fez parte do primeiro quarteto, modificado pela ausência de Evandro. E, na entrevista ao repórter da JK Super Santa/Esporte de Primeira, Baiano Filho, o técnico Thiago Raupp avaliou como muito positiva a dinâmica e as alternativas que o jogo ofereceu, com sérias dificuldades para o Tubarão, que cedeu o empate, mas conseguiu se impor e vencer o jogo. Pra mim, quem dificultou para o Tubarão foi o jovem goleiro Dudu. O atleta, na temporada passada, jogou no Mafra e no Blumenau, e vem crescendo a cada oportunidade que recebe pelo Xande Mello, comandante da equipe blumenauense.

PARA AVANÇAR àS SEMIFINAIS
Após empatar em 4 x 4 com a CME/Braço do Norte, na última quinta-feira, a equipe do Tubarão/Pirgon/Trial/Nandi Sport entra em quadra na arena multiuso, para encerrar sua participação na fase classificatória do Campeonato Regional da Liga Adesc. Empatados com sete pontos, com Gravatal, os tubaronenses jogam pelo empate, que os leva diretamente à semifinal da competição. Já os adversários dependem de uma combinação de resultados e uma goleada diante de Tubarão para conquistar a vaga na próxima fase. A partida inicia às 21h, e terá transmissão do Esporte de Primeira. Ouça pelos aplicativos do IOS e Android, ou pelo site: www.esportedeprimeira.net.br.

AS SURPRESAS DA SÉRIE D
Não me surpreende a campanha do Brusque na Série D. O Hercílio Luz venceu em casa e segue no páreo. O clube do Norte, o Joinville, é o lanterna da competição, com um ponto em seis disputados, e, mesmo assim, se vencer na próxima rodada, tudo muda para o time. Já o Tubarão não tem ainda a mesma sorte, e precisa, agora, de qualquer maneira, vencer o São Caetano. Além de tirar do caminho um adversário, seguirá na cola de Caxias e Cianorte. Penso que a disputa ficará mesmo entre Tubarão e Cianorte, mas, de qualquer maneira, precisa vencer em São Caetano do Sul.

DANIEL COSTA TEM QUE JOGAR
Se o rendimento na pontuação do Peixe na Série D precisa melhorar, isso tem que vir de dentro de campo. Não gosto de ver o Tubarão jogando com três volantes, sem a presença de Daniel Costa. Edu, Tilica e Roberto não podem ficar sem a presença de um camisa 10. Sem querer inventar, Parrudo é esforçado, ajudou na Série A, mas não é o cara que resolve o jogo; Daniel Costa é quem define. Na defesa, Leo Pereira foi muito bem; Everton ainda não se achou no Tubarão, mas, sem Oliveira, vamos com ele. Quando explorou a velocidade, deu certo, Tilica marcou. Vou dar um voto de confiança para Luizinho Vieira, rever o jogo e repensar a sua formação.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL