MENU

COLUNISTAS


Esporte

CARLOS AUGUSTO SALVADOR




 
 

Terça-feira, 16/04/2019, às 06:00

Plantar para colher

Hercílio Luz e Tubarão conseguiram uma motivação extra para disputar a Série D deste ano: dinheiro. Não pela Série D, mas, sim, pela Série C. A plataforma de Streaming Dazn adquiriu, por dois anos, os direitos de transmissão da terceira divisão nacional, ao custo de R$ 20 milhões por temporada. Em 2019, os jogos terão transmissão no aplicativo da Dazn e no youtube, às segundas feiras, e ainda há a possibilidade de transmissão em conjunto com a TV aberta ou fechada. Com um possível acesso, além de mais dinheiro em conta e calendário mais longo em 2020, a dupla da cidade tem mais possibilidade de visibilidade nacional.

Brasileirão milionário
Com o encerramento dos estaduais no próximo domingo, as atenção se voltam ao Campeonato Brasileiro. E, agora, com outra motivação a mais: dinheiro! O Brasileirão 2019 será o mais rico de todos os tempos. A TV Globo anunciou que irá distribuir como premiação de classificação final um total de R$ 330 milhões entre os 16 clubes que permanecerem para a Série A em 2020. Em 2018, o total de premiação foi de ‘apenas’ R$ 63 milhões, e, para se ter uma ideia da diferença, o 16º em 2019 ganha R$ 11 milhões, praticamente o mesmo que o vice campeão de 2018.

Disparidade
Essa premiação milionária traz muitos pontos positivos para o campeonato em termos de visibilidade, competitividade e estabilidade financeira de quem se manter na Série A em 2020. Mas há dúvidas também. Se esta é uma premiação oriunda da TV Globo, o Palmeiras ficará de fora? E os times que caírem para a Série B 2020, de que forma vão absorver este impacto financeiro negativo? Estamos elitizando nosso futebol, de forma que sempre os mesmos 16 permaneçam na principal divisão nacional? Teremos sete meses para estas respostas!

Recorde absoluto
E o Facebook conheceu a força e o tamanho da torcida do Flamengo. Na última quinta-feira, o rubro negro carioca teve sua partida contra o San José/BOL transmitida pela rede social com exclusividade, e, exatamente aos 40 minutos da primeira etapa, atingiu um milhão de espectadores simultâneos. No total, foram 7,6 milhões de pessoas atingidas pela transmissão, simplesmente recorde absoluto de transmissões do Facebook para qualquer competição. Para se ter uma ideia, o recorde anterior era da Champions League, com 865 mil pessoas, na partida entre PSG e Manchester United.

Monotonia a mil
Assim podemos definir o GP da China de Fórmula 1, realizado neste fim de semana. A prova mais esperada desde que a Liberty assumiu as operações da categoria não teve emoção alguma, e um vencedor já esperado, Lewis Hamilton. Destaque para a transmissão da Globo, em que Galvão, além de homenagear seu companheiro Reginaldo Leme, em seus mais de 40 anos transmitindo juntos F1, fez um balanço emocionado dos principais momentos que vivenciou na categoria. A propósito, dos mil GP’s, o colunista deve ter assistido pelo menos 400. 




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL