MENU

COLUNISTAS


Geral

LÚCIO FLÁVIO




 
 

Sábado, 12/08/2017, às 06:00

Valorizar o que é daqui

Nesse fim de semana de Dia dos Pais, o comércio preparou uma programação especial, como acontece todos os anos. A CDL repete o sábado Dia D, com horário estendido até 17h e a promoção “Meu Pai Merece”, com sorteio de kits de ferramentas e jantares. O Farol Shopping fez uma campanha de marketing com pais aqui da terra e o ex-goleiro Zetti. Ficou bonita, obviamente, mas eu teria feito a campanha só com os pais locais. É claro que cada um tem a sua opinião e, nesse caso, talvez eu nem devesse meter o nariz onde não fui chamado. Mas, me desculpem, sou um bairrista por convicção. Acho que devemos valorizar e defender a nossa cidade e a nossa região porque é o local onde vivemos. Onde pretendemos criar nossos filhos e netos e, por isso, queremos ver toda a região crescer cada vez mais. Falo em região porque a Amurel é composta de cidades pequenas, mas juntando todas temos, numa distância pequena, um porto, um aeroporto e uma ferrovia, além da BR duplicada. Infraestrutura não nos falta mais. Temos estâncias hidrominerais, praias e até as baleias preferem o nosso litoral. Temos universidades, somos referência na área da saúde e um shopping fenomenal, que é o Farol. Tudo isso nos dá uma qualidade de vida diferenciada de outras regiões do país, e precisamos sempre valorizar o que é nosso, dando prioridade para as pessoas que são daqui, ou vivem aqui, e as empresas da nossa terra, em primeiro lugar.

Se aumenta uma, a outra cai
Explico melhor. Vivemos um tempo em que as vendas pela internet crescem rapidamente. O mercado projeta um crescimento só para esse ano de 15%, dobrando em cinco anos. Ora, como o poder aquisitivo do brasileiro não vai nem chegar perto desse crescimento, não é preciso ser bom em conta para deduzir que se aumentam as vendas pela internet automaticamente elas cairão numa proporção equivalente nas lojas físicas, que pagam aluguel nesse mundo bem real que a gente vive e que geram emprego e impostos no município. Com um faturamento cada vez mais apertado e que só diminuirá, os lojistas precisam ser cada vez mais criativos e oferecer promoções atrativas para atingir suas metas de vendas, interagindo mais com a comunidade onde a loja tem seus consumidores.

Comprar no comércio local

De nossa parte, como consumidores, precisamos cada vez mais valorizar as nossas empresas. A internet facilita bastante, mas o que for possível é importante comprar no comércio local, porque é ele que gera os empregos aqui, além dos impostos que a prefeitura necessita para investir no município, e tudo isso se traduz em desenvolvimento da nossa cidade. Mas, em contrapartida, os lojistas locais também devem valorizar as coisas daqui da cidade, da nossa região. Quer contratar um ex-jogador famoso? Traz o Zenon, que é de Tubarão, veraneia todo ano em Laguna, jogou na Seleção muitas vezes e começou no Hercílio Luz. Pelo menos tem a ver conosco.

Dinheiro precisa circular aqui
Claro que muita gente compra pela internet pela facilidade. E muitos outros saem daqui para comprar em Criciúma ou nos shoppings de Florianópolis. Mas tomara que a maioria das pessoas pense como eu e valorize, sempre que puder, as nossas lojas, para que o dinheiro circule aqui e faça a roda da economia girar em nosso favor. Ou veremos muitas delas fechando e perdendo esses empregos e renda para o comércio eletrônico.

Sem polêmica
Fecho a coluna dessa semana concordando com José Saramago: “Espero que não seja tão polêmico. Não ando atrás das polêmicas. Tenho convicções e as expresso”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL