MENU

COLUNISTAS


Variedades

MICHELINE ZIM




 
 

Quinta-feira, 18/04/2019, às 06:00

Acredite

“Acredite nas pessoas... Naquelas que possuem algo mais... Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras divindades... Digo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes... Falo daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, tecendo elogios, que pedem desculpas com a simplicidade de uma criança...
Pessoas firmes... Verdadeiras, transparentes, amigas, ingênuas... Que com um sorriso, um beijo, um abraço, uma palavra te faz feliz... Aquelas que erram... Acertam... Não têm vergonha de dizer ‘não sei’... Aquelas que sonham... Aquelas amigas... Aquelas que passam pela vida deixando sua marca, saudades, aquelas que fazem a diferença”.

Revitalização
Vai ficar linda demais e mais que necessária a revitalização das praças da rua Lauro Müller e a construção do deck atrás do casario ligando as duas praças, projetadas pela secretaria de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento de Tubarão, e executadas pela Tubarão Saneamento. O projeto e a matéria foram noticiados ontem aqui no DS. Certamente, a cidade irá ganhar muito com isso, e o nosso lindo rio será muito mais valorizado. Parabéns a todos os envolvidos.

Democracia e respeito
Existe uma linha tênue que parece demarcar onde entra a democracia e a liberdade de expressão e onde sai o respeito ao outro. Não é porque vivemos em uma democracia e que temos o direito de nos expressar, que podemos sair aos quatro ventos desrespeitando as pessoas com opiniões e julgamentos de valor, seja esta pessoa quem for. É a velha máxima de que o direito de um vai até onde chega o direito do outro. As redes sociais favoreceram bastante a comunicação e facilitaram que todos tenham mais voz. Legal, válido, necessário. Mas tem quem se esconda também na carapuça de ‘sincerão’ e saia por aí esbravejando aos quatro ventos contra tudo e contra todos. Não é bem assim. Da mesma forma que a liberdade de expressão está aí para ser utilizada – bem utilizada –, o respeito ao outro também deve ter o mesmo uso. Senão, tudo perde o sentido.

Eternos insatisfeitos
Além destas cobranças, tem os eternos insatisfeitos com as respostas dadas aos questionamentos. Se a mulher diz que não quer ter filhos, tem quem a julgue como fria, menos mulher, enfim. Se diz que quer, tem quem a chame de louca, já que a vida é tão mais fácil sem as agruras do dia a dia materno. Se diz que não quer trabalhar fora, mas, sim, se dedicar à vida de dona de casa, chovem críticas, afinal tanta luta pelos direitos femininos no mercado de trabalho para nada. Se está trabalhando, é uma eterna reclamação sobre as dificuldades de conciliar tudo. Enfim, é uma eterna insatisfação alheia. Não dá realmente para agradar a todos. Por isso que o melhor é agradarmos a nós mesmas. Quem quiser: que acompanhe e seja feliz junto.

Eternas cobranças
Este não é um discurso feminista, longe disso. É apenas uma constatação a respeito das situações de cobrança pelas quais as mulheres passam ao longo de sua vida. Está solteira? Vem a pergunta acompanhada das afirmações:
“Não vai arranjar um namorado? Tenho um amigo para te apresentar. Se não sair de casa, não vai encontrar ninguém. O príncipe encantado não vai aparecer de cavalo branco e bater na porta”. Aí começou a namorar. A pergunta muda para: “Quando é o casamento? Já está namorando há muito tempo. Namoro longo demais não é bom”. Casou. Pensa que acabaram as cobranças? Que nada. Começa a parte do: “Quando vem o bebê? Um casal precisa de um filho para fortalecer a relação. Ah, já estão casados há tanto tempo, está na hora de fazer um bebezinho”. Chegou o primeiro filho. “Quando vão dar a ele um irmãozinho? Só um filho não é bom. Tem que ter mais de um”. Tem um menino? “Quando vão fazer uma menininha? É bom ter um casalzinho”. Ou se for menina, a pergunta é pelo menino. Pronto. Namorou, casou, teve filhos. Tem quem diga: “Tanto tempo casados, né? Está feliz? Não se acomodou nesta relação? Tem que sair com as amigas pra desestressar”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL