MENU

COLUNISTAS


Variedades

MICHELINE ZIM




 
 

Quarta-feira, 17/04/2019, às 06:00

Para a vida...

“A grandeza de um ser humano não está no quanto ele sabe, mas no quanto ele tem consciência que não sabe. O destino não é frequentemente inevitável, mas uma questão de escolha. Quem faz escolhas escreve sua própria história, constrói seus próprios caminhos.
Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-
los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar, pelo menos, na lua. Sonhem com a lua para que vocês possam pisar, pelo menos, nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações.
Bons alunos aprendem a matemática numérica, alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática, você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir, só consegue ganhar quando aprende a perder, só consegue receber quando aprende a se doar.
Procurem um grande amor na vida e cultivem-no. Pois, sem amor, a vida se torna um rio sem nascente, um mar sem ondas, uma história sem aventura! Mas, nunca esqueçam, em primeiro lugar tenham um caso de amor consigo mesmos”.
Texto inspirador de Augusto Cury.


Oficina de Fotografia
Estão abertas as inscrições para a Oficina de Fotografia com Smartphones, atividade que será oferecida no Dia Mundial da Criatividade – evento que mobilizará mais de 50 cidades em todo o Brasil, com uma programação aberta ao público em geral. A oficina, que ocorre na próxima segunda-feira, às 13h, no Museu Ferroviário, será conduzida por Luciano de Carvalho Oschelski, professor do Senac. Esta será a primeira participação de Tubarão e a 4ª edição no Brasil. O evento é gratuito e requer inscrição antecipada, que pode ser feita até o próximo dia 19, em https://www.worldcreativityday.com/brazil/tubarao/atividades/oficina-de-fotografia-com-smartphones.

Leitores
Receber o carinho dos leitores é sempre especial. E, hoje, vai por aqui o abraço a dois leitores que, mesmo de longe, acompanham o DS e a coluna diariamente – Nelson Machado Fagundes, que mora em Canoas (RS) e Dacir Soares, que diz ser “um filho de Tubarão que vive no Rio de Janeiro há muitos anos, e leitor diário do DS”. Nelson disse: “Resido em Canoas/RS desde 1971. Como tubaronense, acompanho, diariamente, as notícias de minha cidade pelo DS. Hoje, quero parabenizar a colunista Micheline Zim, que, em sua coluna, narra com fidelidade as atividades do saudoso Cine Vitória, local valorizado da cidade naquela época. Em função da coluna referida, a saudade bateu forte”. Ele ainda acrescenta: “O DS é a vitrine da cidade, e com o emprego da tecnologia (internet) consigo ter as notícias da Cidade Azul mesmo a distância”. Receber mensagem de pessoas daqui que conseguem se manter ligadas à terrinha através do jornal, mesmo morando fora, é sempre gratificante. Obrigada!

“Miga, sua louca”
O ano era 1988.  Eis que o cantor Evandro Mesquita vem fazer um show em Tubarão, na Lips (antigo Cine São José, que agora também é antiga Lips – olha o “antigo” aí!). Quatro amigas, no auge dos seus 15 anos, vão ao show e, claro, ficam lá na frente, quase coladas no palco. Com as músicas todas na ponta da língua, desde o primeiro tom, lá estavam elas, cantando cada pedacinho com o máximo de seus pulmões adolescentes. Era um show solo de Evandro Mesquita, sem a presença da banda icônica dos anos 80, a Blitz. Mas aí as meninas não poderiam deixar o ídolo na mão. A cada música da Blitz tocada, elas entoavam os refrões, ou melhor, o que as partners do grupo – então ausentes no show – cantariam. Foi um tal de “Perdi meu amor – cantada por Evandro – no ‘paraííííso’ – entoada pelas adolescentes animadas”. E assim foi até o final do show. Até o grande momento: Evandro Mesquita pega o microfone e agradece “às meninas aqui da frente que me ajudaram muito no show”. Euforia, ida ao camarim e grand finale: autógrafo do ídolo dos anos 80. Fotos instantâneas para registro em redes sociais? Isso não existia na época. Fica guardado na memória.

Para o dia de hoje...
“Uma pessoa inteligente resolve um problema. Um sábio, o previne”. Albert Eisntein.

Causos reais
Como falei aqui na semana passada, resolvi colocar na coluna histórias vividas por mim e pelas minhas amigas e amigos. Todas resguardando, por motivos óbvios, os nomes dos santos. Então, agora, o “Miga, sua louca” se tornará uma seção fixa por aqui. Todas as quartas-feiras serão publicados os “causos” reais das “agruras” vividas nesta nossa vida...

Ótima iniciativa
Famílias de baixa renda do bairro Cabeçuda, em Laguna, estão sendo beneficiadas com a castração gratuita de seus animais. As cirurgias  estão sendo realizadas na Clínica Amigo Bicho, conveniada com o município, através de um processo licitatório. A secretaria de Pesca e Agricultura de Laguna lançou, em março, um edital de chamamento público para o cadastro de pessoas de família de baixa renda e protetores/cuidadores de animais para moradores do bairro Cabeçuda. O cadastro de famílias de baixa renda (que ganham até dois salários mínimos) e protetores e cuidadores de animais teve como objetivo oferecer serviços veterinários de esterilização cirúrgica de cães e gatos. Um novo edital deve ser lançado em breve.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL