MENU

COLUNISTAS


Variedades

MICHELINE ZIM




 
 

Quinta-feira, 28/03/2019, às 00:00

Fácil e difícil

“Falar é completamente fácil quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião. Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer.
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias. Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.
Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso.
Fácil é analisar a
situação alheia e poder aconselhar sobre ela. Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer ou ter coragem para fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado. Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.

Fácil e difícil 2Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar. Difícil é mentir para o nosso coração.
Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a sua consciência, acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.
Fácil é ditar regras. Difícil é segui-las.
Fácil é perguntar o que deseja saber. Difícil é estar preparado para escutar esta resposta ou querer entender a resposta.
Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade. Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.
Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho”.

Sobre as rivalidades
A rivalidade no futebol sempre existiu e sempre fará parte do jogo, literalmente, com o perdão do trocadilho. Basta que haja dois times numa mesma cidade para que ela surja e, quando é de forma saudável, sem agressões físicas, ela é, inclusive, essencial para o futebol. Isso vale também para rivalidades entre times de estados diferentes, e até países, vide nossas pirraças com os “hermanos” a cada Copa do Mundo. Com os torcedores do Atlético Tubarão e do Hercílio Luz não é diferente.


Sobre as rivalidades 2
Meu pai sempre conta sobre a rivalidade ferrenha nos áureos tempos do Ferro-Luz. No auge das décadas de 50, 60, 70, a provocação de um com o outro era inevitável e frequente. Se o Hercílio Luz vencesse, ia tripudiar em cima dos “ferrinhos” no seu reduto, na Vila dos Ferroviários. Caso o time da Vila Oficinas fosse o vencedor, era a vez de os torcedores virem até o Centro da cidade, principalmente em frente ao Clube 7 de Julho – que, inclusive, carrega as cores vermelha e branca, tripudiar em cima dos leões do Sul. Até mesmo a locomotiva da estrada de ferro – que deu origem ao time –, quando o Ferroviário vencia, passava apitando com todo o vigor em frente ao Clube 7. De tudo isso, sempre, o que sobra são as melhores lembranças e histórias. Futebol com rivalidadade – saudável, repito – é sempre mais divertido (menos para quem perde).

Legado
O homem por trás de uma legião de heróis, Stan Lee – criador dos eternos personagens da Marvel –, deixou no ano passado o mundo dos seres humanos para ser o que mais criou: um super-herói. Afinal, ele deixa um legado memorável de personagens que são adorados por crianças e adultos em todo o mundo, e que tem neles parte de suas histórias. A morte de Stan Lee, em novembro de 2018, aos 95 anos de idade muito bem vividos, certamente mexeu com o sentimento de muita gente no mundo todo. Em tempo: Capitã Marvel, uma das criações do gênio, está em cartaz no Cine Show do Farol Shopping.

Bela rodovia
Além da reconhecida utilidade que terá a rodovia Ivane Fretta Moreira, tanto para a mobilidade urbana como para o desenvolvimento do município e da região como um todo, há que se reconhecer a beleza estrutural do local. Tudo está sendo feito com a melhor qualidade, e as obras de arte, incluindo aí uma passarela estaiada, que será toda iluminada, certamente deixarão Tubarão com outra cara. E ainda tem  a própria iluminação da rodovia, conforme anunciado pelo governo do Estado, com sistemas de luz que mudam de cor, para fazer alusão a datas como Outubro Rosa e Novembro Azul, por exemplo . É aguardar pela inauguração tão esperada...

Pergunta importante
“As perguntas verdadeiramente importantes são as que uma criança pode formular – e apenas essas. Só as perguntas mais ingênuas são realmente perguntas importantes. São as interrogações para as quais não há resposta. Uma pergunta para a qual não há resposta é um obstáculo do qual não se pode passar. Ou, por outras palavras: são precisamente as perguntas para as quais não há resposta que marcam os limites das possibilidades humanas e traçam as fronteiras da nossa existência”. Texto daqueles precisos do sempre brilhante Milan Kundera.

Para o dia de hoje...
“Procure descobrir o seu caminho na vida.
Ninguém é responsável por nosso destino, a não ser nós mesmos”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL