MENU

COLUNISTAS


Variedades

MICHELINE ZIM




 
 

Quinta-feira, 31/01/2019, às 06:00

Verdades

“Estamos num caos. É a era dos rancores. Tudo é ofensivo por atender a uma necessidade que temos de contestar. Contra quem, contra o quê? Contra a questão que estiver na moda. Ou contra aquele que foi flagrado em erro. Que erro? Os mesmos que podemos cometer quando ninguém  nos observa. A fogueira pública nos distrai  da fraqueza que queremos esquecer. Estamos reativos, pouco reflexivos. A rapidez com que dizemos. O silêncio fez as malas e se foi. Estamos cansados. Falta convergência, falta simpatia, falta delicadeza. O mundo está hostil. E quem não construir o seu refúgio emocional não manterá a lucidez”. Texto com autoria atribuída ao padre Fábio de Melo.

Oração do calor
Oração oportuna e necessária que circula na internet: “Senhor, dai-me serenidade para aceitar a conta de luz que está para chegar. Coragem para continuar com o ar-condicionado ligado. E sabedoria para que eu saiba a diferença entre falir refrescado e derreter com dinheiro no bolso. Amém”.

Festival do Camarão
Seguem até o dia 14 de fevereiro as inscrições para a escolha dos dois casais açorianos que representarão o município de Imbituba durante a 20ª edição do Festival Nacional do Camarão. Os interessados deverão se inscrever na sede da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turístico ou na secretaria de Desenvolvimento Sustentável, Agrícola e Pesca. Podem participar do concurso homens e mulheres, com idades a partir de 20 anos, completados até o dia da última etapa do concurso. Os candidatos deverão preencher, gratuitamente, a ficha de inscrição e o termo de uso da imagem.

Persistir no erro...
A 5ª Câmara Criminal do TJ confirmou a condenação de um revendedor de veículos que se valia da profissão para aplicar golpes na região do Vale do Itajaí. O colegiado também manteve a pena arbitrada: dois anos e 11 meses de prisão. Segundo a denúncia, os crimes ocorreram entre fevereiro e junho de 2008. Detalhe, ele foi condenado cinco vezes pelo mesmo crime. A defesa do réu, na apelação, pleiteou sua absolvição sob o argumento de inexistirem informações contundentes que atestassem sua culpa. Para o desembargador Luiz César Schweitzer, relator da matéria, o acusado, em momento algum, demonstrou a licitude dos negócios realizados. “O modus operandi e a sucessão de fatos indica que a conduta do acusado extrapolou a linha entre o ilícito civil e o criminal, e agiu dolosamente, tanto que fechou seu estabelecimento e simplesmente sumiu da cidade, deixando os clientes desesperados”. Esse tentou se valer da velha máxima... Errar é humano, mas persistir no erro... neste caso, é crime – desde o primeiro “erro”.

Para o dia de hoje...
“As receitas para salvar o mundo são bem recebidas por um mundo que não pretende observá-las”.

Cães e humanos
Mensagem que li, repasso e complemento: Para quem acha que resgatar cães é perda de tempo, gostaria de lembrar que existem cães resgatando seres humanos... E outros que estão fazendo vigília onde seus donos estão soterrados.

Nem cócegas
Do blog de Raul Sartori: “Divulgou-se que a Vale lucrou R$ 42 bilhões depois da tragédia de Mariana, há pouco mais de três anos. R$ 100 mil de “doação” por família que teve vítimas na nova tragédia, de Brumadinho, não provoca nem cócegas no cofre. E os R$11 bilhões bloqueados pela Justiça é o lucro líquido de janeiro a setembro de 2018”. Sem mais...

Mão dupla
Mesmo sendo uma rua de mão dupla e proibido estacionar em um dos lados da via, há quem insista (e não são poucos) em estacionar – com o pisca-alerta ligado, como se isso fosse condicionante que permita o estacionamento – em frente à Drogaria Catarinense, na rua Esteves Júnior, no lado onde não é permitido estacionar. O transtorno que causa no trânsito local é inevitável, já que é preciso invadir a pista contrária para poder passar. E ainda reclamam se a Guarda Municipal notifica. Se é proibido, não é permitido nem por poucos minutos. Não é óbvio?




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL