MENU

COLUNISTAS


Variedades

MICHELINE ZIM




 
 

Sexta-feira, 11/01/2019, às 06:00

Solidão

“A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.
A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo, o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.
O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se, o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre”.

Passeio na história
No próximo dia 27, o Museu Ferroviário de Tubarão fará o primeiro passeio de trem de 2019. O destino é Laguna. A viagem tem como ponto de partida a estação ferroviária do próprio museu, no bairro Oficinas, às 8h. A locomotiva, com cinco vagões com capacidade total de 300 passageiros, seguirá até a localidade de Barbacena, onde haverá uma parada de 30 minutos. O retorno está programado para as 10h45. Informações sobre compra de passagens e sobre o passeio podem ser obtidas através dos telefones (48) 3632-3450 ou (48) 99938-3684.

Insatisfação eterna
As pessoas são realmente complicadas... e eternamente insatisfeitas. Se uma prefeitura não faz obras, é criticada pela ineficácia. Se faz, é criticada porque as obras estão atrapalhando o trânsito ou não estão ficando “como teriam que ficar”. Se a polícia não prende bandidos, é inoperante. Se prende, é taxada de truculenta. E isso vale para todos os lugares. Já dizia a célebre frase: o povo é um monstro de muitas cabeças.

Porcada Summer
Para os amantes de Carnaval, Axé 90 Graus vem com tudo na Porcada Summer, amanhã, em Laguna. A banda é resultado da união de cantores renomados no meio, como Tatau (ex-Araketu), Reinaldinho (ex-Terra Samba) e Ninha (ex-Timbalada), que buscam valorizar a música festiva baiana. Ingressos no minhaentrada.com.br.

Calorão
Sim, estamos no verão, e, se tem uma época que é para ser um calorão, é agora (em junho seria meio estranho e até considerado um fenômeno climático preocupante). Não, não adianta reclamar do calorão, porque a queixa não irá amenizar as temperaturas escaldantes. Sorvete, cerveja gelada, refrigerante, picolé, tudo isso serve até para refrescar, mas não inventaram ainda nada melhor do que água para matar a sede. E, sim, vamos continuar reclamando do calor, assim como vamos reclamar quando o frio chegar ou quando chover. A propósito, o calor está tão forte que tem gente brigando para ir para a fila de banco e torcendo para ela demorar bastante, só pra aproveitar o ar-condicionado do local.

Para o dia de hoje...
“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL