MENU

COLUNISTAS


Política

MILTON ALVES




 
 

Segunda-feira, 08/07/2019, às 06:00

A tainha nas baías e remansos

E a tainha veio com o frio. Infelizmente, para os nossos pescadores embarcados de Laguna, Imbituba e Garopaba, o mar revolto e a maré alta acabaram por prejudicar a pesca no final de semana, porque as embarcações motorizadas não conseguiram sair para alto-mar. Nas baías e remansos das várias praias mais ao Norte, no entanto, o final de semana foi uma festa com a famosa pesca de arrasto, o “lanço”, como costumam dizer os manezinhos. E como o sol que nasce deve servir para todos, não podemos deixar de também celebrar o sucesso deles. Nas praias Brava, Santinho, Ingleses, Lagoinha, Ponta das Canas e Barra da Lagoa, foram dezenas de toneladas pescadas. Que bom. Tomara que o nosso mar se acalme durante a semana para que os nossos artesanais também aumentem a captura na safra.

E o frio continuaE a Epagri Ciran liberou ontem, ainda pela manhã, um outro boletim meteorológico dando conta de que o frio se manteria forte com temperatura mínima próxima a 0°C no período noturno e amanhecer dessa segunda-feira, nas áreas altas de Santa Catarina, podendo chegar a -6°C no Planalto Sul, mais especificamente nas cidades de Urupema, Urubici e Bom Jardim da Serra nessa madrugada. Essa intensa massa de ar frio de origem polar no Sul do Brasil provoca também condições de geada nas áreas altas de nosso Estado e dos estados vizinhos, Rio Grande do Sul e Paraná.

Temperatura se elevaA partir de amanhã, terça-feira, apesar das condições de geada ainda se manterem nas regiões mais altas do Planalto e também no Meio-Oeste, a temperatura estará em gradativa elevação durante o dia, especialmente no Oeste e Litoral. Na quarta e na quinta-feira, o sol continuará reinando, com algumas nuvens, e as condições de geada estarão isoladas no Planalto Sul. Essa tendência se manterá até o próximo final de semana, quando, então, teremos, entre domingo e quarta-feira, dos dias 14 a 17, o aumento da nebulosidade e chuva no Estado, com a passagem de uma nova frente fria.

Crescimento
Apesar das dificuldades pelas quais o Brasil passa em virtude da demora na aprovação das reformas – o que tem freado os investimentos –, a indústria de Santa Catarina terminou o primeiro semestre deste ano com números positivos para o comércio exterior. Segundo balanço divulgado na última sexta-feira, entre janeiro e junho as exportações catarinenses cresceram 10,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto no Brasil houve um recuo de 3,5%. Em números absolutos, as vendas de Santa Catarina para o exterior somaram US$ 4,51 bilhões, contra US$ 4,07 bilhões no primeiro semestre do ano passado. Apenas em junho, a alta foi de 1,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. Como sempre, nosso Estado na vanguarda.

As florestas e o aquecimento
O assunto é polêmico e, para muitos, controverso, mas sempre é bom discuti-lo. Um estudo coordenado por um cientista britânico aponta que o reflorestamento do planeta é a única solução para os problemas climáticos. Teríamos que ter mais quatro florestas amazônicas. Para isso, seria preciso plantar um trilhão e 200 bilhões de árvores, 50 milhões delas só no Brasil. Segundo dados oficiais, hoje, no mundo, existem aproximadamente três trilhões de árvores que funcionam como o pulmão do planeta. Se todas as árvores forem plantadas, em 18 anos os níveis de carbono na atmosfera devem cair 25%, fazendo com que o nosso ar retorne aos mesmos níveis do início do século 20.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL