MENU

COLUNISTAS


Política

MILTON ALVES




 
 

Quinta-feira, 04/07/2019, às 06:00

Dia D com mudanças

Além de aproveitar a previsão de tempo frio e com isso aquecer as vendas de produtos que caracterizam o inverno, a CDL aproveita, neste sábado, o Dia D de julho para testar um outro formato na utilização dos espaços na área central do comércio. Com esse objetivo, fez uma parceria com escolas do município, que montarão ao longo da Marcolino Martins Cabral diversas barracas com os tradicionais quitutes das tradicionais festas julinas. Toda a renda dessas barracas será destinada exclusivamente às APPs de cada escola ou colégio empenhados no evento.

Entre as casas
A CDL decidiu também não bloquear o trânsito na Marcolino Martins Cabral entre as ruas São Manoel e Tubalcain Faraco, como vinha fazendo nos Dias D anteriores. Desta feita, será bloqueada apenas meia pista da que desloca no sentido Centro/hospital, entre a Casa da Cidade e a antiga Casa da Cidadania, permitindo assim que os carros possam trafegar livremente para a região Norte da cidade. A meia pista bloqueada servirá de base para os equipamentos alusivos ao dia.

Um grande arraiá
O objetivo é integrar esses equipamentos, que serão montados ao largo da praça Peri Camisão, com as barraquinhas que ficarão instaladas ao longo na Marcolino, entre o Banco do Brasil e o conhecido Beco do Simão. Para dar um clima ainda mais especial, a Lira Musical Tubaronense estará se apresentando no calçadão da São Manoel com um pot-pourri de músicas de São João. Quem for ao comércio de Tubarão neste sábado vai se sentir meio que num arraiá de festas nordestinas.

Medindo a glicose 
Fantástica a ideia dos integrantes da área de pesquisa em Engenharia Biomédica da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) de Joinville. Há tempos, eles vinham trabalhando no desenvolvimento de um sensor eletrônico para a medição da glicose, sem a necessidade de amostragens de sangue. Atualmente, existe nos Estados Unidos um sensor de luz que realiza o processo, mas de maneira muito rudimentar, e com 67% de erro. Esse equipamento catarinense tem perspectiva de alcançar até 92% de acerto, o que seria extraordinário, porque une a experiência americana a uma ideia criada pelos brasileiros.    

Baixo custo 
Segundo o professor responsável pelo estudo, Pedro Bertemes Filho, o processo é completamente não invasivo, de baixo custo, para que qualquer pessoa possa monitorar a própria glicose quando necessário. O sensor não possui fios, e funciona conectado a um smartphone. Através de um aplicativo, o aparelho fará a leitura das informações, passadas por um sensor elétrico acoplado à pele e de um sensor óptico que mede a luz.

Dados no celular
Os dois sensores vão medir a resposta da intensidade da luz e da intensidade elétrica, e passar essas informações para um dispositivo dentro de um relógio que se comunica com o celular. O aparelho faz, então, pelo aplicativo, o processamento dessas respostas. O paciente vai ver no celular dele a taxa de glicose no momento que desejar, afirma Bertemes. A ideia do professor joinvilense foi incluir um sensor elétrico para combinar as duas respostas, usando um algoritmo de computação que possa ser transmitido via rede.

Caça aos fraudadores
Irregularidades cometidas por entidades de previdência podem ser punidas pela Lei do Colarinho Branco, e quem for flagrado desviando grana de Fundo de Pensão pode amargar de dois a seis anos de cadeia. É o que prevê um projeto aprovado ontem no Senado, e que segue agora para a Câmara dos Deputados. O texto determina a responsabilização penal de gestores e dirigentes por desvios praticados na administração de Planos de Previdência Privada, Fundos de Pensão Públicos, Regimes Próprios de Previdência Social e Superintendência de Seguros Privados. A proposta diz que estas instituições devem notificar o Ministério Público Federal caso detectem algum indício de crime contra a previdência. Hoje, apenas o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários têm essa obrigação legal.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL