MENU

COLUNISTAS


Esporte

EDUARDO VENTURA




 
 

Sábado, 31/01/2015, às 06:00

COTA DE TV E A SUA DIVISÃO

De contrato renovado com o Grupo RBS (+ três anos), que exerceu o direito de compra de transmissão do campeonato por R$ 4,5 milhões (descontados os direitos de imagem, FCF, SC Clubes e arbitragem), a Federação Catarinense de Futebol realiza a abertura do Catarinense neste sábado, no Heriberto Hülse. Criciúma, Avaí, Joinville, Figueirense e Chapecoense receberão R$ 424.831,00 cada. Atlético de Ibirama, Metropolitano e Marcílio Dias recebem R$ 249.930,00. Inter de Lages e Guarani recebem R$ 124.965,00. A cota do canal fechado é de R$ 2,75 milhões (descontados os direitos de imagem, FCF, SC Clubes e arbitragem). Criciúma, Avaí, Joinville, Figueirense e Chapecoense receberão R$ 248 mil reais e Atlético de Ibirama, Metropolitano, Marcílio Dias, Guarani e Internacional, R$ 82.825,00. Na Série B deste ano o Criciúma receberá líquido R$ 2,7 milhões em nove parcelas de R$ 300 mil cada.

RICARDINHO SERá O MAESTRO DO FIGUEIRA
O alvinegro do Estreito conseguiu manter 80% de sua base de 2014. Argel Fucks renovou o contrato e permanece. Tem um bom elenco, com acréscimo de Ricardinho (ex-Criciúma) e poderia ter Juninho, mas ele acabou sofrendo uma fratura na tíbia, rompendo os ligamentos no jogo-treino contra o Guarani de Palhoça. Na lateral-esquerda permanece o capivariense Marquinhos Pedroso, que tem tudo para fazer um excelente campeonato. Favorito ao título, o Figueirense espera que o entrosamento seja o diferencial para alcançar o bicampeonato. O time da capital estreia contra o Atlético de Ibirama no Orlando Scarpelli, às 19h30 deste domingo.

CHEGOU A VEZ DE A BASE JOGAR NO TIGRE
E chegou a hora da base. Sim, essa é a frase mais usada dentro do Criciúma EC, rebaixado para a Série B do Brasileiro no ano passado e com um orçamento enxuto. A velha história que santo de casa não faz milagre, este ano, ou pelo menos no Catarinense, terá que fazer. E a pessoa certa para fazer isso funcionar é Luizinho Vieira. Conhecedor da base, não terá dificuldade em colocar em prática. Claro que o torcedor terá que ter paciência, mas no fim do ano passado mostraram para que vieram - caso de Barreto, Iago Maidana, Roger Guedes e até mesmo Bruno Lopes. Cléber Santana, pelo visto, comprou a ideia de ficar. Ao lado de Lucca e do goleiro Luiz, convencer a torcida que poderão chegar ao quadrangular sem dificuldades. O Criciúma estreia neste sábado, às 17h, no Heriberto Hülse, contra o Guarani de Palhoça. A Rádio Santa Catarina transmite a partir das 14h30.

SE TU DIX
Na primeira rodada do campeonato catarinense e qualquer outro espalhado pelo Brasil afora, quem escala mesmo o time não é o treinador, e sim o BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

EM CAMPO É COM ELES
A arbitragem catarinense nunca esteve tão em alta. Com a chegada de Sandro Meira Ricci, que foi o árbitro brasileiro na Copa do Mundo no Brasil, a permanência de Héber Roberto Lopes e a afirmação de Bráulio da Silva Machado. Na semana passada o treinamento foi em São José e de quarta até sábado os trabalhos foram em Nova Veneza. Tudo para dar um toque final e com a orientação de diversos profissionais da arbitragem do país. Outro detalhe a ser observado é o número de árbitras assistentes, com destaque para Nadine Bastos e Neuza Back e a revelação Tainan Somensi. A rodada terá neste sábado, às 17h, Criciúma x Guarani (Héber Roberto Lopes); 19h30, Chapecoense x Internacional (Edson da Silva). No domingo, às 17h, Metropolitano x Marcílio Dias (Eduardo Guimarães); Joinville x Avaí (Rodrigo D’Alonso Ferreira) e às 19h30, Figueirense x Atlético de Ibirama (Sandro Meira Ricci).




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL