MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Sábado, 03/08/2019, às 06:00

Competências socioemocionais

Como alguém pode melhorar seu comportamento em sociedade?

Existem vários caminhos e técnicas para que alguém possa otimizar sua conduta social e autocontrole. Hoje em dia, muitos processos seletivos fazem uma análise criteriosa dos certificados profissionais mas valorizam, mais ainda, o comportamento social e emocional do candidato. Por este e outros motivos, a população atualmente tem maior consciência da necessidade da busca de recursos para obtenção de maior equilíbrio emocional e compreende como a deficiência de alguns recursos internos interferem nas relações interpessoais. Mas, é possível adquirir competências socioemocionais em diversas etapas da vida, desde que haja interesse pessoal em desenvolvê-las.

Contudo, uma fase muito interessante para aprender e praticar este tipo de conhecimento é a fase escolar. A Organização Mundial da Saúde já recomenda o ensino de habilidades socioemocionais na infância e na adolescência, pois neste período há maior sensibilidade para assimilação e perpetuação deste tipo de aprendizagem no cérebro humano. O nosso cérebro se molda de acordo com repetidas experiências e é sabido que, quanto mais se pratica atividades para a construção de pensamentos e atitudes saudáveis e éticas, mais habilidades para o bem-estar serão adquiridas. Como consequência da preocupação com a formação de alunos neste âmbito, a base nacional comum curricular também propõe estimular em crianças e adolescentes dez competências socioemocionais. São elas: conhecimento, pensamento científico e criativo, repertório cultural, comunicação e cultura digital, trabalho e projeto de vida, argumentação, autoconhecimento e autocuidado, empatia e cooperação, responsabilidade e empatia. Para tanto, o educador habilitado deverá criar estratégias e oportunidades para que alunos internalizem estas habilidades.

Se houver um real empenho com a temática de desenvolvimento emocional gradativo durante a infância e adolescência, certamente, a sociedade toda será beneficiada. Pois reações e ideias de soluções diante de dificuldades e problemas comuns poderão serão melhores, assim como a conduta social no cotidiano. O olhar voltado para o desenvolvimento de competências socioemocinais desde cedo é uma excelente notícia, pois, para que haja uma convivência saudável e mais madura dentro da sociedade, é fundamental exercitar a assertividade, civilidade, autocontrole, tolerância, resiliência, tomada de decisões, proatividade, respeito, autorespeito, responsabilidades e percepção do outro.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL