MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 24/06/2019, às 06:00

A ética e a vida

O termo ética significa um conjunto de valores morais e princípios que norteia a conduta humana na sociedade, para que haja equilíbrio e um bom funcionamento social, visando estabelecer níveis aceitáveis de uma convivência social pacífica. Ética também pode ser definida como um conjunto de valores e princípios que usamos para responder a três grandes questões da vida. Eu quero? Eu devo? Eu posso? Segundo o estudioso Cortella, nem tudo o que eu quero, eu posso; nem tudo o que eu posso, eu devo; e nem tudo o que eu devo, eu quero. O autor acrescenta, ainda, que ética é sentir paz de espírito quando aquilo que você quer é, ao mesmo tempo, o que você pode e o que você deve.

Muito próxima deste conceito, a bioética pode ser explicada como ética da vida. Isto é, abrange um campo de estudos que envolve biologia, medicina, filosofia, direito, ciências exatas, ciências políticas e meio ambiente. Portanto, dentro da bioética, certas decisões relacionadas a condutas clínicas devem ser baseadas em quatro princípios fundamentais: a beneficência, que é fazer o bem; a não maleficência, que significa não causar danos; a autonomia do paciente, que é a capacidade que cada um tem de tomar suas próprias decisões; e a justiça, que deve ser voltada ao bem da sociedade, com garantias de uma distribuição justa, equitativa e universal dos serviços de saúde. Determinados temas polêmicos relacionados à vida, como aborto, eutanásia, clonagem de seres humanos, desrespeito ao ecossistema, eugenia, entre outros, têm a ver com comportamento humano e ética. O comportamento em sociedade é fundamental, em especial quando tange a assuntos desta natureza, pois a postura ética está relacionada a princípios e valores adquiridos durante nossa existência.

Cada cidadão pode desenvolver sua autoconsciência, assim como assumir responsabilidades diante de decisões pessoais. Oportunizar o desenvolvimento e um nível de reflexão sobre ação e reação, atos e consequências, faz com que o ser humano tenha mais ponderação, com maior probabilidade de respostas inteligentes e humanizadas diante de inúmeras situações exigentes do cotidiano.

Muitos se sentem vulneráveis, fragilizados e impotentes diante de um ‘sim’ ou um ‘não’ à vida. Na verdade, o mundo precisa se conectar mais e melhor. A humanidade está ávida por indivíduos que valorizem a vida, que se preocupem com o comportamento integral e busquem crescer interiormente, praticando ética, com coerência e bom senso.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL