MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 10/06/2019, às 06:00

Por favor, não compartilhe sua gripe!

O inverno está próximo e é uma estação do ano agradável para quem gosta de um clima bem mais fresco. Contudo, nestes dias frios, é comum encontrarmos pessoas gripadas ou resfriadas. É uma época em que se deve evitar compartilhar certos vírus. Para isso, é fundamental assumir uma postura social sensata e coerente. Uma pessoa gripada está dispensada de alguns atos na hora dos cumprimentos, como beijar ou dar as mãos. Convém, neste caso, se justificar e evitar um contato muito próximo.

Quem apresenta muita coriza ou secreção nasal também precisa pensar em quem está ao seu lado, tanto no trabalho como no convívio social. Portanto, é essencial entender que a transmissão do vírus da gripe acontece pelas gotinhas de saliva durante o espirro, ou em uma crise de tosse. A saliva, repleta destes vírus, pode respingar em objetos ou locais que passarão “os bichinhos” adiante para quem estiver com baixa imunidade e entrar em contato com estes objetos ou partes do corpo. Sendo assim, é bom ficar esperto com os espirros alheios e saber que, através de uma mão contaminada de saliva, muitos objetos podem carregar micróbios.

Lavar as mãos e fazer uso de álcool gel é um recurso simples, eficaz, que minimiza infestações, por ser um hábito saudável e primordial na vida de todos. Ao chegar em casa ou no trabalho, após a utilização do banheiro e até mesmo depois de cumprimentar alguém suspeito de carregar o danado do vírus, é sempre interessante higienizar as mãos.

Uma situação desconfortável durante a fase da constipação é o ato de fungar toda hora ou assoar o nariz em público, escandalosamente. Quando a ocasião permite, o correto é que a pessoa gripada se desculpe, dirija-se ao banheiro para assoar e lavar o nariz e, por último, como já mencionado, lave muito bem as mãos. Neste caso, também é importante carregar lenços descartáveis, para qualquer eventualidade.

Uma preocupação ainda maior existe quando se trata de visitas em hospitais ou residências com alguém debilitado. Não é recomendado que alguém contaminado pelo vírus visite grávidas, parturientes, recém-nascidos ou casas de repouso. Estes perfis merecem um cuidado especial em relação às visitas, pela própria vulnerabilidade em si.

Enfim, quem suspeita carregar algum sintoma relacionado à gripe deve evitar frequentar lugares fechados e com muitas pessoas. Um artifício atual que colabora com ocasiões que pedem um período de afastamento é o uso da tecnologia, através de bate-papos ou videoconferências pelas redes sociais. Com estes recursos, é possível manter contato com outras pessoas, resolver diversos tipos de situações e manter conversas sem riscos de transmissão de doenças para quem está do outro lado da tela.

Quando o assunto é saúde, atitudes conscientes são sempre bem-vindas. Afinal, nosso comportamento transforma realidades!




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL