MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 27/05/2019, às 06:00

Dicas para cuidadores de idosos

Cuidar de alguém é uma missão árdua e exigente, em especial quando se trata de um ente querido em uma fase delicada da vida. Cuidar de idosos é uma profissão com nítida tendência de crescimento no mercado, por ser uma necessidade atual, já que as pessoas estão vivendo mais e precisam de suporte humano para poder ter mais qualidade de vida. Muitas vezes, os próprios familiares não podem assumir plenamente os cuidados específicos que seus pais ou avós merecem, e buscam pessoas que atuem como cuidadores.

Para ocupar a função de cuidar de um idoso, não basta apenas conhecimento técnico. Sem dúvida, dominar e conhecer bem qualquer procedimento é fundamental, mas saber se comportar e ter uma boa apresentação também é importante. O cuidador deve aprender a se relacionar bem com o idoso, com seus familiares e com os profissionais da área da Saúde que prestam atendimento ao paciente. Cuidar de alguém debilitado e com mais idade é, certamente, uma atividade nobre e distinta de outras profissões, começando pelo ambiente de trabalho, que é a própria casa do paciente. As situações diárias exigem uma convivência civilizada, envolvendo perfis e personalidades muito diferentes, tanto dentro do espaço doméstico como hospitalar. Portanto, um bom cuidador de idosos deve ser atencioso e agir com muito respeito, gentileza, profissionalismo, disciplina, organização e ética. Deve ser hábil, para que os problemas pessoais não interfiram em seu trabalho e para que a vida do paciente não dirija sua vida pessoal. Pela proximidade com a vida particular do paciente e com a intimidade de um lar, vale lembrar que discrição e sigilo são indispensáveis. 

O profissional deve vestir-se confortável e adequadamente, valorizando sua imagem pessoal. Roupas justas ou extravagantes são contraindicadas, bem como perfumes fortes ou odores provenientes de hábitos, como o tabagismo.

Por fim, cuidar de idosos é uma profissão que exige responsabilidade, boas maneiras, muita paciência, humanidade e atenção com todos, de maneira especial, com o próprio idoso. Quem pretende seguir esta carreira precisa ser competente, interessado na área de Saúde, sensível às necessidades do paciente, e colocar-se no lugar da pessoa cuidada, fazendo com que ela se sinta sempre digna, independentemente de sua condição física, mental e emocional.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL