MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 11/03/2019, às 06:00

Elegância e consulcoaching

Buscar crescer interiormente e desenvolver-se como ser humano é um dos caminhos para quem deseja ter mais autoconfiança e boa desenvoltura diante de um círculo de amizades ou equipe de trabalho.

Achar que tudo está bem e que nada precisa ser mudado é uma visão um pouco acomodada, em especial  quando o assunto é comportamento socioemocional. Na verdade, sair da zona de conforto é sempre exigente. Isso acontece porque este é um processo, não é algo mágico e imediato! São necessários determinação, comprometimento, interesse pessoal e acompanhamento de um profissional preparado. Para dar o primeiro passo em direção ao desejo de saber reagir frente às situações e se comportar melhor, basta aceitar os próprios limites, entender as reais necessidades e estar aberto a boas mudanças.

Existe uma coisa difícil de ser ensinada, e que talvez por isso esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres, e que abrange bem mais do que dizer um simples ‘obrigado’ diante de uma gentileza.

São atitudes que se manifestam nas ocasiões mais simples, quando não há festa alguma ou fotógrafos por perto. É certo que elegância autêntica é nata, mas pode ser aprendida e exercitada, até que se torne natural. Um dos caminhos para este aprendizado é o que chamo de consulcoaching, um processo exclusivo de consultoria associado ao coaching para quem almeja, de verdade, se conhecer mais para se portar melhor e ter bons resultados em seu convívio diário.

Pessoas educadas e interessadas em bons relacionamentos interpessoais, tanto em seu meio social como profissional, elogiam mais do que criticam e escutam mais do que falam. E, quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca. São pessoas que, mesmo ocupando altos cargos, não usam um tom ostensivo de voz e evitam assuntos constrangedores, por não sentirem prazer em humilhar os outros.

São pontuais em seu compromissos, demonstram interesse em assuntos que desconhecem, e cumprem o que prometem. São personalidades éticas, gentis na medida certa, sem afetações ou exageros. Retribuem solidariedade, reconhecem esforços, respeitam diferentes opiniões, são discretas e assertivas.

Ser autenticamente elegante é ter equilíbrio e bom senso, com boa dose de simpatia e descontração. É saber se portar da maneira correta, dialogar, ter gestuais e discursos coerentes com a situação, reconhecendo rapidamente o momento para se manifestar ou silenciar. São indivíduos envolvidos com sede constante de aprender, e interessados em outras culturas, sem abrir mão dos próprios valores. São pessoas que se preocupam com as regras de etiqueta, porém, mais do que decorar um manual de boas maneiras, investem em sua comunicação pessoal.

São pessoas que sabem sorrir, receber bem, agradecer e oferecer ajuda. Sabem se posicionar frente a um acontecimento com atitudes que deixam marcas positivas. Uma pessoa elegante é alguém agradável, empática, e que faz a diferença em seu meio.

São muitos detalhes que compõem alguém verdadeiramente bem-educado. Contudo, em um processo de consulcoaching é possível se chegar a patamares desejados.

Vale muito a pena rever conceitos, investir em ensinamentos que ficam para a vida toda e conferir mais dicas na nossa página “Conexão Ética”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL