MENU

COLUNISTAS


Variedades

RAMIRES LINHARES




 
 

Segunda-feira, 17/07/2017, às 06:00

DECISÃO

Bom dia, boa tarde, boa noite, conforme a ocasião.
Diz uma velha história que um monge que vivia da mendicância, sem abrigo, recolheu-se numa gruta para o repouso noturno em bela paisagem banhada de luar.
Adormeceu, veio um bandido e lhe furtou a capa de que se utilizava como agasalho.
O frio da madrugada despertou-o e, dando-se conta do infortúnio, porém fascinado pela claridade da lua, aproximou-se da entrada da gruta e, emocionando-se com o que viu, exclamou:
“Que bom que o ladrão não me furtou a lua!”
Essa pequena história serve para refletirmos, principalmente quando temos a impressão de que chegamos no fim do caminho, olhamos para frente e não vislumbramos mais saída ou cremos que não há uma luz no fim do túnel, e não há também nenhuma possibilidade de volta. Será que é mesmo assim?
Mesmo quando podemos nos sentir perdidos, sem saber que rumo tomar, sentindo-nos como uma árvore ressecada, sem folhas, sem brilho, sem motivo para viver, ou seja, na desesperança, nem sempre é o fim.
De repente, como acontece com a natureza, a primavera muda toda a paisagem. As árvores secas enchem-se de brotos verdes, e logo estão cobertas de folhas e flores.
O tom acinzentado cede lugar às cores verdes de tonalidades mil. É a esperança.
Tudo na natureza volta a sorrir. A relva verde fica bordada de flores de variados matizes, as borboletas bailam no ar, os pássaros brindam-nos com suas sinfonias harmoniosas. Tudo é vida.
Se a desesperança acercar-se de nós lembremo-nos d’Aquele no qual cremos a nos dizer: “Meu fardo é leve, meu jugo é suave”.
Dessa forma, em qualquer circunstância, deixemos que a esperança nos invada a alma, confiantes em Deus, que sempre nos dá oportunidades novas para refazermos caminhos, buscando a nossa redenção.

Lei
Mais uma lei que regula práticas constantes nos espaços públicos e semáforos foi sancionada pelo prefeito Joares. Agora a regulamentação é para a realização de pedágios beneficentes e distribuição de panfletos nas vias públicas. As normas para essas iniciativas foram elaboradas a partir das discussões do Grupo de Gestão Integrada da prefeitura, formado por órgãos ligados à Segurança Pública do município. Muitos pedágios eram realizados sem qualquer organização ou autorização do Poder Público e sem nenhuma justificativa, às vezes com finalidades questionáveis. Agora, a Lei determina que interessados em realizar pedágios atendam a uma série de exigências, como solicitar autorização no Departamento de Trânsito com antecedência, fazer divulgação da ação na comunidade e não ter a participação de menores de 12 anos. As instituições sem fins lucrativos poderão realizar até um pedágio beneficente por semestre, sendo uma instituição por semana. Para a distribuição de publicidade em locais públicos também existem novas regras.

Franqueza
O marido estava tomando uma garrafa de vinho com a esposa e, já sob o efeito da bebida, começa a fazer perguntas meio imbecis à companheira. Lá pelas tantas, pergunta:
- Duvido você me dizer algo que me deixe feliz e triste ao mesmo tempo.
A esposa respondeu na lata:
- O teu pingolim é maior que o do teu chefe.

Gramática
Um pouquinho de gramática nunca faz mal a ninguém. Conheça a seguir o significado de duas palavras bem parecidas:
Infração: É quando alguém sabe que cometeu um erro e é punido;
Inflação: É quando ninguém sabe quem cometeu o erro e todos são punidos.

Cérebro
No banho, o menino de 3 anos olha para o seu saquinho e pergunta para a mãe:
- Mãe, isso aqui é o meu cérebro?
E a mãe:
- Não, meu filho. Por enquanto, não.

Sobre o homem...
“O Homem distingue-se dos homens. Nada se diz de essencial acerca da catedral se apenas falarmos das pedras. Nada se diz de essencial a respeito do Homem se procurarmos defini-lo pelas qualidades humanas”.  Antoine de Saint-Exupéry

 




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL