MENU

COLUNISTAS


Política

NÉIA LOPES




 
 

Quinta-feira, 16/05/2019, às 06:00

Redução do Duodécimo

“Eu tenho certeza de que todos os poderes também têm vontade de caminhar conosco, de economizar. E aí o compromisso do governo Moisés e Daniela, de que tudo que vier em recursos será bem aplicado. Aliás, este é o nosso trabalho”, postou em suas redes sociais o governador Carlos Moisés ao defender a redução do duodécimo (repasse que o Executivo faz a outros poderes e determinados órgãos). A proposta do governador é investir os recursos economizados exclusivamente na Saúde. “Saúde é uma demanda urgente do cidadão. Não pode faltar dinheiro para esta área enquanto há sobra de recursos em outros poderes”, salientou.

Rodovias
Com o repasse mensal de recursos de um fundo permanente criado para as ações emergenciais de manutenção, R$ 74 milhões serão investidos em estradas somente em 2019. De acordo com o governador Carlos Moisés, o valor corresponde ao dobro do que foi investido em rodovias estaduais em 2018.

Aeroporto
Ao lado dos deputados federais Daniel de Freitas (PSL), Geovania de Sá (PSDB) e Ricardo Guidi (PSD), o governador Carlos Moisés anunciou que o Estado já está disponibilizando no aeroporto de Jaguaruna bombeiros com o curso de aeródromo, para que os voos sejam retomados.

Liderança
A ex-deputada Manuela D’Ávila, que foi vice de Fernando Haddad na disputa presidencial do ano passado, lidera todos os cenários nas pesquisas de intenções de voto para a prefeitura de Porto Alegre. No primeiro cenário, ela aparece com 16% dos votos, contra Sebastião Melo (10,5%) e Nelson Marchezan Júnior (9,8%).

Liderança 2
Sem Melo na disputa, Manuela soma 16,2% das intenções de votos, contra 10,2% de Marchezan e 8% de Beto Albuquerque. Já no cenário sem ela concorrendo, Melo lidera, com 16,8%, contra 12,2% de Marchezan e 11,6% de Juliana Brizola.

Condenadas
O vereador Dalton Marcon apresentou projeto de lei vedando a nomeação, pela administração pública direta e indireta do município de Tubarão, incluindo a Câmara de Vereadores, de pessoas condenadas pela lei federal nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 – lei Maria da Penha.

Censura
Caberá ao Pleno do Supremo Tribunal Federal decidir pela suspensão ou continuidade do inquérito da censura, instaurado pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. Isso porque o relator das ações que questionam a constitucionalidade e legalidade do inquérito, ministro Edson Fachin, decidiu levar o caso ao Plenário, o que deve ocorrer já na próxima semana.

Censura 2
A ‘derrota’ do presidente é certa, mas há apostas de quais ministros terão coragem de defender a continuidade do inquérito, além do próprio Toffoli e seu fiel escudeiro durante a tramitação do feito, Alexandre de Moraes. Como votarão Gilmar Mendes e Ricardo
Lewandowski? Façam suas apostas!

DIZEM, MAS EU NÃO AFIRMO
Que o número de exonerações será grande...




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL