MENU

COLUNISTAS


Geral

IVANA ANSELMO SOUZA




 
 

Quinta-feira, 27/06/2019, às 06:00

Se for falar mal de mim, me chama

Muitas pessoas possuem o hábito de falar mal dos outros, seja para reclamar de alguma situação ou até mesmo para julgar os comportamentos alheios. E não tem jeito: todo mundo acaba fazendo isso. É algo enraizado na nossa sociedade, e algumas vezes as pessoas fazem isso sem nem mesmo se darem conta.

Entretanto, falar mal pelas “costas” prejudica aquele que fala, aquele que é criticado e também aquele que ouve a crítica passivamente. Não falar mal do outro é um exercício diário que precisa ser feito com consciência até que o nosso cérebro desacostume deste hábito e pare de gerar críticas à vida alheia.

A necessidade de falar mal resulta sempre de um sentimento negativo, seja por algo que o outro fez, seja pela inveja que se sente da pessoa, ou pela frustração de não conseguir ter ou ser. Enfim, há diversos motivos para falar mal. Contudo, quando há algo que nos incomoda no outro, o ideal é falar para a pessoa e não “da” pessoa. Você pode canalizar seus sentimentos de forma saudável, o que gera maior satisfação. Para a outra pessoa, também é bom porque, quando falamos para ela o quanto ela nos magoou ou nos incomodou com determinada atitude, temos a oportunidade de mostrar as consequências de seus atos.

Com uma conversa séria e honesta, podemos dar ao outro a oportunidade de aperfeiçoar o seu jeito de fazer algo ou corrigir algum comportamento inadequado. Dependendo de como for a nossa abordagem ao falar do assunto, a pessoa poderá se sentir eternamente grata, pois você deu a ela uma oportunidade para crescer.

Geralmente, evitamos essa conversa séria, porque, quando pensamos em “criticar”, associamos mais o lado negativo do que o lado positivo da palavra. Já pensamos em um possível conflito, e acabamos desistindo da conversa. Isso porque a palavra “crítica” nos dá a impressão de que estaremos diminuindo o outro.  Mas não é bem assim. Uma crítica colocada com sinceridade e ternura nos auxilia a melhorar. Afinal, todos nós possuímos pontos a melhorar. E se não soubermos deles, como iremos evoluir? 

Portanto, quando quiser falar mal de alguém, chame a própria pessoa e converse com ela. Se foi um conflito ou um comportamento específico da pessoa que lhe incomoda, explique isso com calma para ela. Acredite: uma boa conversa faz milagres.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL