MENU

COLUNISTAS


Geral

IVANA ANSELMO SOUZA




 
 

Terça-feira, 19/07/2016, às 06:00

Pais não devem obrigar filhos a escolher uma profissão

A escolha da profissão é uma questão angustiante para muitos jovens. E não só para eles, mas para seus pais também, que se veem num dilema: como ajudá-los na decisão?

Ser pai é uma enorme responsabilidade. Os pais geralmente possuem os melhores interesses em relação a seus filhos. Todo pai quer que seu filho seja bem-sucedido na vida e que escolha uma carreira adequada. Contudo, jamais devem obrigar os filhos a escolher uma determinada profissão. A função dos pais é de auxiliar. Não devem impor o que acham melhor, baseados em salário ou mesmo em tradição familiar, e sim mostrar as diversas possibilidades que existem no mercado de trabalho. Sempre respeitando a escolha de seu filho.

Percebo que muitas vezes os pais querem forçar suas opiniões e escolhas sobre os seus filhos, independentemente do que eles querem. E esse erro é tão grave que pode arruinar a vida profissional de uma pessoa. Não é raro ver jovens escolherem a profissão só para “agradar” à família ou por temerem conflitos.

Muitos pais são ambiciosos demais e não percebem que forçar um jovem a seguir uma carreira pela qual não tem interesse pode causar um enorme fracasso e decepção. Não devemos levar em conta só a questão salarial e prestígio. Isso pode ser estimulante no início, mas fazer algo de que não se gosta é certeza de fracasso a longo prazo.

Outra questão importante é que não devemos enxergar essa escolha da profissão como se fosse um “fardo” para o resto da vida. Pesquisas indicam que os profissionais desta geração trocam de carreira em média três vezes ao longo da vida. Nada é determinante, por isso é tão bom tentar e apostar naquilo que se deseja.

Afinal, a carreira que uma pessoa desempenha tem um papel muito importante em sua felicidade e bem-estar. Os pais devem tentar ser um guia e auxiliar os jovens a pesar os prós e contras das várias carreiras. Se for necessário, podem buscar profissionais e instituições que trabalhem com orientação profissional.

Lembrando que quando as pessoas fazem o que gostam e apreciam, se destacam. Portanto, deixar a pessoa escolher uma carreira que ela quer com base em seus interesses, aptidões, inteligência e personalidade já é um bom começo para o sucesso. É como disse o famoso filósofo Confúcio: “Escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um único dia de sua vida”.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL