MENU

COLUNISTAS


Geral

CLÁUDIA SOUZA DE ALBUQUERQUE




 
 

Sábado, 11/05/2019, às 00:00

Liberdade Emocional

Muitas relações afetivas desgastadas são mantidas pelo medo da solidão. Esse medo que algumas pessoas sentem reside na falta de compreensão conceitual entre apego e amor.

Carregamos conosco um instinto primitivo, herdado de nossos antepassados, que é o de buscar proteção e segurança nos outros, denominado de apego.

Enquanto criança, buscamos satisfazer essa necessidade de apego nas relações familiares, e na vida adulta parece que  continuamos a associar a sensação de proteção e segurança aos outros, porém, agora, essa necessidade é transferida à figura dos parceiros românticos. Essa mesma herança genética também nos leva a compreender a vida a sós, como sinônimo de  insegurança e sensação de abandono. Ou seja, devido à carência emocional, acaba-se confundindo apego com amor.

O apego é uma relação de dependência doentia em que a pessoa está mais preocupada em receber atenção, carinho e dedicação do que oferecer presença, posicionamento, troca e plenitude. Nas relações de apego, existe uma confusão muito clara entre “precisar” do outro – para ser feliz, para se sentir protegido, para sobreviver, para ter estabilidade emocional –  e “querer” estar com o outro sem exigir nada em troca.

Permitir-se ser dependente de outra pessoa é a pior coisa que podemos fazer a nós mesmos. Quando se fica à espera de que alguém nos faça feliz, ficamos interminavelmente desiludidos e infelizes.  Não ter e não possuir é a melhor experiência que podemos ter de liberdade, pois o apego a algo ou a alguém significa, de alguma forma, ter que conviver com amarras.

Sendo assim, descobrir que a companhia de alguém deve ser por escolha, e não por necessidade, e descobrir que a melhor maneira de ser feliz com alguém é aprender primeiro a ser feliz sozinho é o grande e decisivo passo rumo à liberdade emocional.

Procurar na outra pessoa algo para se sentir feliz ou para preencher o seu vazio interno é uma grande cilada, pois, com certeza, o que você procura não vai encontrar em outra pessoa.

  “Se você é capaz de ser feliz quando está sozinho, você aprendeu o segredo de ser feliz” (Osho).




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL