MENU

COLUNISTAS


Variedades

BERTO KOCH




 
 

Quinta-feira, 14/03/2019, às 00:00

Alzheimer: o esquecimento da própria história

O Ministério da Saúde estima que, no Brasil, 1,2 milhão de pessoas já foram diagnosticadas com Alzheimer. A doença é um transtorno degenerativo dos neurônios, que ocorre de maneira progressiva e fatal. Os primeiros sintomas estão ligados à perda de memória recente e cognição, atrapalhando de maneira crescente atividades rotineiras. Com o avançar da doença, aparecem outros sintomas, como: a perda de memórias mais antigas, irritabilidade, problemas de orientação no espaço e no tempo e falhas na linguagem. Como a doença não tem cura, o diagnóstico precoce pode ser o início de um tratamento que retarde o avanço dos sintomas. O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza um acompanhamento multidisciplinar e gratuito a pacientes com Alzheimer, porém é necessário que o paciente tenha cuidados em período integral. Assim, a figura do cuidador, que pode ser um enfermeiro, um familiar ou outro profissional, se torna tão importante.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL